Mercado vive dia de euforia com condenação de Lula e reforma trabalhista

Notícias animaram investidores. A Bolsa subiu 1,57%

A cotação da moeda norte-americana segue em alta, próxima do patamar dos R$ 4,17A cotação da moeda norte-americana segue em alta, próxima do patamar dos R$ 4,17 - Foto: Marina Mahmood/arquivo folha

A notícia da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro, na última quarta-feira (12), devolveu o mercado financeiro ao patamar em que estava antes da delação do empresário Joesley Batista, que mergulhou o governo Michel Temer em uma crise política e ameaçou a agenda reformista.

>>Leia mais:
A reforma trabalhista cria empregos?
Para entidades, mudanças em reforma ferem direitos

A Bolsa brasileira teve alta de 1,57% e encostou nos 65 mil pontos. O dólar fechou na casa de R$ 3,20. Ambos estão nos melhores níveis desde 17 de maio, quando veio à tona a notícia de que Joesley tinha áudios de conversas com Temer falando sobre a solução de "pendências" com o ex-deputado federal Eduardo Cunha.

O risco-país medido pelo CDS (credit default swap, espécie de seguro contra calote) também refletiu o alívio dos investidores e recuou 2,86%, retrocedendo ao patamar pré-delação. O ex-presidente Lula foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP).

O mercado financeiro, que já tinha um dia positivo após a aprovação da reforma trabalhista no Senado, reagiu com "euforia" à notícia, divulgada por volta de 14h. Em dois minutos, a Bolsa saiu dos 63.875 pontos para 64.224 pontos. O dólar, que era cotado a R$ 3,223, caiu para R$ 3,215 no mesmo intervalo. Para analistas, a condenação do ex-presidente, se confirmada em instâncias superiores, impediria Lula de concorrer às eleições presidenciais de 2018, garantindo a manutenção da agenda reformista implementada pelo governo Michel Temer.

Para Camila Abdelmalack, economista da CM Capital Markets, sem Lula na disputa, as mudanças necessárias para consolidar o ajuste fiscal de que o País precisa estão mantidas. A leitura do mercado era que, se o ex-presidente ganhasse as eleições presidenciais, as "reformas poderiam ir por água abaixo", afirma.

O Ibovespa, índice que reúne as ações mais negociadas do mercado brasileiro, subiu 1,57%, para 64.835 pontos. O volume financeiro do dia foi de R$ 10,149 bilhões, acima da média diária do ano, de R$ 8,12 bilhões. As ações da Petrobras, que acompanhavam a alta dos preços do petróleo, reagiam à notícia da oferta de ações da BR Distribuidora, ganharam fôlego e intensificaram a valorização. Os papéis mais negociados da estatal dispararam 4,95%, para R$ 12,94.

Veja também

Mega-Sena pode pagar hoje R$ 17 milhões a quem acertar as 6 dezenas
CONCURSO

Mega-Sena pode pagar R$ 17 milhões a quem acertar as 6 dezenas

A força do networking na carreira da mulher
Folha Finanças

A força do networking na carreira da mulher