Mercedes-Benz aprova acordo para suspender contratos de trabalho, mas pagará compensação salarial

Os dispositivos são previstos na MP (Medida Provisória) 936, editada em abril com o objetivo de dar fôlego às empresas em meio à pandemia do novo coronavírus

Mercedes-BenzMercedes-Benz - Foto: AFP/arquivo

A Mercedes-Benz anunciou nesta quarta-feira (22) a assinatura de um acordo coletivo que prevê suspensão de contratos dos trabalhadores de sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP) e redução de jornada e salários do pessoal administrativo da empresa.

Os dispositivos são previstos na MP (Medida Provisória) 936, editada em abril com o objetivo de dar fôlego às empresas em meio à pandemia do novo coronavírus.

A proposta da montadora de veículos foi aprovada em assembleia virtual dos trabalhadores realizada no último sábado (18). Segundo o sindicato da categoria, o texto do acordo prevê pagamento de compensações que mitigariam perdas salariais durante o período de redução de jornada ou suspensão de contratos.

Leia também:
Volkswagen reduz jornada em 30%, mas garante compensação salarial
Acordos para conter demissões já chegaram a 2,4 milhões de trabalhadores

Pelo texto, os trabalhadores da empresa, que estão em férias coletivas, voltarão às atividades gradualmente a partir de 4 de maio.

Metade dos operários da planta de São Bernardo do Campo, porém, terá o contrato de trabalho suspenso até 30 de junho. Ao término desse período, os outros 50% dos trabalhadores da fábrica também terá suspensão temporária, de 1º de julho a 31 de agosto.

Os funcionários administrativos terão redução de jornada de 25%, com diminuição proporcional dos salários, de maio a julho.

A Mercedes-Benz se comprometeu a dar estabilidade no emprego até 31 de dezembro deste ano aos afetados pelas medidas.

De acordo com o sindicato dos metalúrgicos do ABC, a montadora se comprometeu a complementar o auxílio pago pelo governo previsto pela MP 936 para minimizar as perdas salariais.

Com a medida, quem tem até R$ 4.000 de salário bruto terá garantido o recebimento integral do salário líquido usual. Os que recebem de R$ 4.001 a R$ 6.000 terão 95% da remuneração líquida. De R$ 6.001 a R$ 8.500, a garantia é de 90%. Acima disso, de 80%.

A Mercedez-Benz ainda mantém negociações com sindicatos que representam seus trabalhadores em suas unidades de Campinas, Iracemápolis (SP) e Juiz de Fora (MG).

Na última terça-feira (21), os empregados da Volkswagen aprovaram proposta da montadora que reduzia em 30% suas jornadas e salários. O acordo, porém, prevê compensação paga pela empresa para que não haja redução no valor líquido dos salários.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março
Economia

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de  R$ 7 milhões
Loterias

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de R$ 7 milhões