Ministro do STF aplica multas de R$ 506,8 milhões a mais 46 transportadoras

As transportadoras terão 15 dias para fazer o depósito das multas, conforme a decisão do ministro do STF

Ministro do STF Alexandre de MoraesMinistro do STF Alexandre de Moraes - Foto: Wikipedia

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes aplicou multas de R$ 506,8 milhões a empresas de transportes que descumpriram decisão anterior sua para desobstruir estradas durante a paralisação dos caminhoneiros.

Leia também
Receita aproveita paralisação de caminhoneiros para arrecadar mais
Relator retira anistia a caminhoneiros multados durante paralisação
Grupo do iFood é multado em R$ 1 mi por desrespeito às leis trabalhistas


Em decisão nesta sexta (8), Moraes atendeu a um novo pedido da AGU (Advocacia-Geral da União), que representa a Presidência da República. Essa é a terceira leva de empresas listadas pela AGU como descumpridoras da decisão do Supremo. Ao todo, já foram multadas 151 empresas. O valor total das multas supera R$ 700 milhões.

As transportadoras terão 15 dias para fazer o depósito das multas, conforme a decisão do ministro. "Não efetuado tempestivamente o pagamento voluntário, será determinada a penhora de bens dos executados, com prioridade para dinheiro depositado em instituição financeira", escreveu Moraes.

As multas referem-se ao descumprimento de uma liminar concedida por Moraes no quinto dia de movimento dos caminhoneiros, a qual determinou o desbloqueio de rodovias em todo o país sob pena de multa de R$ 100 mil por hora.

Veja também

Ford investe mais na Argentina, onde está há 107 anos
Negócios

Ford investe mais na Argentina, onde está há 107 anos

Vendas do comércio varejista caem 0,1% em novembro
Economia

Vendas do comércio varejista caem 0,1% em novembro