Coluna Movimento Econômico

Bancos se reúnem para discutir financiamento em meio a desafios globais

BNB será o anfitrião da 54ª Reunião Anual da Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (Alide), em Fortaleza

Enchentes no Rio Grande do Sul devem entrar na pauta do eventoEnchentes no Rio Grande do Sul devem entrar na pauta do evento - Foto: Agência Brasil

 Em tempos de grandes desafios impostos pela mudança climática global, um evento em Fortaleza vai atrair a atenção de gestores públicos nesta semana. Em sua sede, o Banco do Nordeste será o anfitrião da 54ª Reunião Anual da Associação Latino-Americana de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (Alide), que ocorre entre os próximos dias 15 e 17.

Criada em 1968, com sede em Lima, no Peru, a ALIDE é o organismo internacional que representa os bancos de financiamento latino-americanos, como o Banco do Nordeste e o BNDES. A reunião de cúpula contará com a participação confirmada de cerca de 250 representantes de instituições financeiras oriundas de 26 países.

Uma das discussões mais esperadas é sobre o papel dos bancos de desenvolvimento no financiamento da transição climática na América Latina, debate que reunirá Romy Calderón, chefe de estudos Econômicos da ALIDE, Joana Conde e Ricardo Santos, ambos da Divisão de Análises de Países do Banco Europeu de Investimentos (BEI).

As inundações no Rio Grande do Sul, que vão exigir um exercício minucioso dos diversos governos e agentes financeiros para a reconstrução do estado, devem entrar nas discussões.
A aceleração da transformação produtiva regional de baixo carbono, a proteção dos biomas brasileiros, como a Amazônia e a Caatinga, também estão entre os temas de debates, assim como a inclusão social pelo microcrédito e os desafios da infraestrutura.

Com membros ativos em mais de vinte países da América Latina e do Caribe e em países extra-regionais como Alemanha, Canadá, Índia, Espanha, Portugal e Rússia, a Alide tem como propósito contribuir para o desenvolvimento regional.

Nas mesas de discussão estarão os presidentes da Alide, Luis Antonio Ramírez, do BNB, Paulo Câmara, e do BNDES, Aloizio Mercadante, além do governador do Ceará, Elmano de Freitas.
A convite do Banco do Nordeste, o Portal Movimento Econômico acompanhará os debates.
 
Evento de Hidrogênio
Outro evento em curso que atraiu delegações de vários países e estados brasileiros é o World Hydrogen 2024 – Exhibition and Summit que está ocorrendo em Roterdã, na Holanda até amanhã. Comitivas de estados como Alagoas, Ceará e Pernambuco, estão participando desta edição, que reúne mais de 15 mil pessoas e está sendo considerada a maior e mais influente até o momento. O World Hydrogen 2024 terá a maior exposição do mundo de hidrogênio e visita aos projetos de H2V do porto de Roterdã.
 
Governança
Outro evento que está na agenda de maio é o primeiro workshop com abordagem sobre governança, gestão, estratégia e competitividade promovido pela TGI. Com o tema Estratégia é Produto da Governança, o evento acontecerá de forma presencial, no próximo dia 28 deste mês, na sede da empresa, no Espinheiro, das 8h às 18h. Mais informações pelo (81) 98215.9903.
 
Responsabilidade socioambiental
Em comemoração ao Dia Mundial da Reciclagem, no próximo dia 17, o Plaza Shopping realizará ação de troca de 10 latas de metal ou de 10 embalagens plásticas por mini cacto ou suculentas. As trocas podem ser feitas a partir do dia 16 no Ecoponto, no Edifício Garagem.

Salão imobiliário
Nesta sexta-feira (17), tem início o 2º Salão Imobiliário Hub Nogueira, que vai até 02 de junho, na Praça de Eventos do Shopping Recife. 
 

Leia também no Movimento Econômico:

Combustível do futuro tem ofensiva do NE na WHSE 2024: confira por quê

Rota da Cachaça: história e passeio por cachaçarias premiadas no mundo

Assaí vai premiar empreendedores na área de alimentação

No mapa da cerveja, NE faz pouca espuma e cresce 1,7% no país

Veja também

Empregos crescem no setor financeiro, diz pesquisa da Audens
Coluna Movimento Econômico

Empregos crescem no setor financeiro, diz pesquisa da Audens

Financiamento climático ganha peso no risco fiscal
Coluna Movimento Econômico

Financiamento climático ganha peso no risco fiscal; leia na coluna Movimento Econômico

Newsletter