Coluna Movimento Econômico

 Na Era da Escolha, dinheiro perde espaço como meio de pagamentos

Confira quais meios de pagamentos mais cresceram e quais estão perdendo espaço na preferência do consumidor

Dinheiro é uma das modalidades afetadas pelo PixDinheiro é uma das modalidades afetadas pelo Pix - Foto: Marcello Casal JR/Agência Brasil

A Worldpay, empresa que atua de forma global com tecnologia e soluções de pagamentos, divulgou nesta semana a pesquisa The Global Payments Report sobre a transformação que atinge os meios de pagamentos em todo o mundo.

O levantamento da Worldpay mostra o impressionante avanço das carteiras de pagamentos, que em 2023 responderam por 50% dos gastos globais em e-commerce e 30% nos pontos de venda (PDVs).

Carteiras de pagamentos, como PayPal, Apple Pay ou Google Pay, movimentam um volume de US$ 13,9 trilhões de dólares em 2023 e devem chegar a 2027 movimentando US$ 25 trilhões. E essas carteiras devem se tornar o principal meio de compras nos pontos de vendas da América Latina nos próximos três anos.

Esse potencial de crescimento tem levado grandes marcas de vários setores a criarem suas próprias carteiras, como a indústria de smartphones, as fintechs, os bancos tradicionais e as próprias empresas de e-commerce.

Já o pagamento conta a conta (A2A) está conquistando o Brasil e a Índia. Nesta modalidade se inclui o PIX, que se tornou o meio de pagamento mais popular entre os brasileiros em número de transações, alcançando 30% das movimentações no ano passado.

Cartões

Os cartões de crédito, por sua vez, foram responsáveis por 27% dos gastos globais em pontos de vendas (US$ 10 trilhões), enquanto os cartões de débito representaram 23% (US$ 8,3 trilhões). Os cartões pré-pagos, avançam pouco e devem alcançar US$ 1 trilhão em valor transacionado globalmente nos próximos três anos. Já o pós-pago entra em fase de declínio, embora ainda seja relevante na América Latina e Japão.

E o dinheiro? 

Bom, neste cenário, o velho dinheiro em espécie teve seu uso reduzido em -8% em 2023 e deve diminuir em -6% sua taxa de crescimento anual contínua (GARC) até 2027. No ano passado, ele representou 16% do volume global transacionado no planeta, o equivalente a US$ 6 trilhões.

Era da Escolha

A conclusão da pesquisa é que entramos numa era em que mais do que a tecnologia em si, o que define as mudanças são mesmo as pessoas, porque elas estão forçando as empresas a adotarem as facilidades nas transações. Para a Worldpay, estamos na chamada Era da Escolha, e são as nossas decisões que estão levando a indústria de pagamentos a se reinventar. 

Microcrédito

A Agência de Empreendedorismo de Pernambuco (AGE) promove nestas quinta-feira e sexta-feira, no Shopping Norte Janga, a Caravana AGE. Das 09h às 17h, empreendedores formais e informais de Paulista poderão tirar dúvidas sobre as modalidades de microcrédito, que vão de R$ 3 mil a R$ 8. Há opções também para Microempresa (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) com valores que vão de R$ 500 mil até R$ 3 milhões
 
CBios

A usina administrada pela Cooperativa Agroindustrial dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (Coaf-Timbaúba) pagou R$ 1,2 milhão em crédito de descarbonização (CBios) aos fornecedores de cana-de-açúcar. O pagamento ocorreu pelo etanol anidro produzido. Na safra que está acabando, a empresa processou 800 mil toneladas da matéria-prima. O montante pago representa 100% dos CBios emitidos através da fabricação do etanol.

Leia também no Movimento Econômico:

Usina Coaf Timbaúba paga R$ 1,2 mi em créditos de descarbonização

Fortescue e Fiec firmam aliança por cadeia de valor do H2V no Ceará

ZPE Ceará ultrapassa 85 milhões de toneladas de cargas movimentadas

Fábrica de fogões da Atlas começa a produzir este mês em Escada (PE)

Veja também

Obras avançam, e TechHub deve ser inaugurado até dezembro em Suape
Coluna Movimento Econômico

Obras avançam, e TechHub deve ser inaugurado até dezembro em Suape

Governo federal adia leilão de 4 terminais no Porto do Recife
INFRAESTRUTURA

Governo federal adia leilão de 4 terminais no Porto do Recife

Newsletter