MP abre inquérito para apurar vazamento de dados do Banco Inter

Inquérito foi aberto para investigar possível vazamento de dados do Banco

Dados na internetDados na internet - Foto: Pxhere

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios abriu um inquérito para apurar um possível vazamento de dados do Banco Inter. O objetivo é investigar as circunstâncias de um incidente de segurança, identificar se houve comprometimento dos dados dos correntistas da instituição e avaliar responsabilidades. As informações são da Agência Brasil.

Leia também:
Clientes do Banco do Nordeste poderão fazer operações em lotéricas
FMI: incerteza eleitoral pode retardar recuperação econômica na América Latina


Em 4 de maio, foi noticiado que o Banco Inter teria sido objeto de uma extorsão, tomando como base informações de seus clientes. Os autores da ameaça exigiam pagamento para não colocar informações de correntistas na internet. Eles divulgaram na web fotos de cheques, documentos, identificações e registros de transações de cerca de 100 mil pessoas.

No mesmo dia, em nota, o banco prestou esclarecimentos. "O Banco Inter foi vítima de tentativa de extorsão e imediatamente constatou que não houve comprometimento da segurança no ambiente externo e nem danos à sua estrutura tecnológica. O fato foi comunicado às autoridades competentes e a investigação já está em andamento", disse a instituição.

Mesmo diante das negativas de prejuízos aos correntistas, o Ministério Público abriu inquérito para apurar o episódio.

Veja também

Municípios do Sertão pernambucano poderão retomar atividades econômicas
Plano de Convivência

Municípios do Sertão pernambucano poderão retomar atividades econômicas

Privatização da Eletrobras ajudará governo a resolver pedalada no reajuste da energia em 2022
Economia

Privatização da Eletrobras ajudará governo a resolver pedalada no reajuste da energia em 2022