Economia

MP da Coreia do Sul pede 12 anos de prisão para herdeiro da Samsung

Lee Jae-Yong e outros quatro executivos da empresa foram acusados de subornar a poderosa e influente melhor amiga da ex-presidente com milhões de dólares

O vice-presidente da Samsung Electronics, Lee Jae-yongO vice-presidente da Samsung Electronics, Lee Jae-yong - Foto: Jung Yeon-Je/AFP

O Ministério Público da Coreia do Sul solicitou nesta segunda-feira uma condenação de 12 anos prisão para o herdeiro do grupo Samsung por seu papel no escândalo de corrupção que provocou a destituição da ex-presidente Park Geun-Hye.

Leia também:
Lucro da Samsung dispara 88,9% no segundo trimestre
Samsung vai vender nova versão do Galaxy Note 7

Na última audiência do julgamento de Lee Jae-Yong, vice-presidente da Samsung Electronics e filho do presidente do grupo Samsung, Lee Kun-Hee, os promotores o consideraram o "beneficiário final" dos crimes cometidos no escândalo de corrupção que terminou com a destituição de Park.

Lee Jae-Yong e outros quatro executivos da empresa foram acusados de subornar a poderosa e influente melhor amiga da ex-presidente com milhões de dólares, com o objetivo de obter favores presidenciais e a aprovação de uma polêmica fusão em 2015. "Os acusados tinham vínculos estreitos com o poder e buscavam benefícios pessoais", afirmaram os promotores, que pediram uma sentença de 12 anos para Lee e condenações de entre sete e 10 anos para os outros acusados.

Lee, de 49 anos, comanda o grupo Samsung desde que seu pai sofreu um ataque cardíaco em 2014. Em sua defesa, o herdeiro do grupo afirmou na semana passada que não teve nenhum papel na toma de decisões da empresa e que "escutava na maioria das vezes os outros diretores". Os advogados de Lee alegaram que a acusação não se sustenta e que os réus nunca tentaram obter algo em troca das quantias pagas.

A decisão do tribunal deve ser divulgada ainda este mês.

Veja também

Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos
ANÁLISE

Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Elon Musk diz que compra do Twitter não prosseguirá sem garantias sobre contas falsas
Elon Musk

Elon Musk diz que compra do Twitter não prosseguirá sem garantias sobre contas falsas