Mutirão de negociação de dívidas segue até sexta no Compaz Ariano Suassuna

Estão sendo oferecidas 600 fichas diárias e a expectativa do Procon é receber aproximadamente 2 mil pessoas nos três dias de atendimento

Mutirão de negociação de dívidas do Procon RecifeMutirão de negociação de dívidas do Procon Recife - Foto: Léo Malafaia/Folha de Pernambuco

Começou nesta quarta-feira (5) e segue até a sexta-feira (7) o mutirão de renegociação das dívidas realizado pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Recife no Compaz Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste da capital pernambucana. Os moradores da cidade que estiverem endividados devem ir ao local no horário das 8h às 17h portando RG, CPF e comprovante de residência.

Estão sendo oferecidas 600 fichas diárias e a expectativa do Procon é receber aproximadamente 2 mil pessoas nos três dias de atendimento. Várias empresas participam da ação, dentre elas os bancos Bradesco, do Brasil, Caixa Econômica Federal, Santander, Itaú e Azteca, além de todas as companhias de telefonia, Celpe, Compesa e Prefeitura do Recife, para débitos do IPTU.

Leia também:
Compaz Ariano Suassuna recebe mutirão de negociação de dívidas
Caixa lança campanha para renegociar dívidas


Segundo a presidente do Procon Recife, Ana Paula Jardim, os descontos podem chegar a 90% do valor da dívida. “O objetivo é que os consumidores que já tentaram negociar várias vezes o débito consigam uma proposta melhor neste mutirão. Algumas empresas oferecem diminuição ou até mesmo exclusão de juros e multa”, afirmou.

O autônomo Alberto Antônio Bezerra, 40, contou que foi ao mutirão em busca da negociação do IPTU que está atrasado há três anos. “Eu já tentei negociar duas vezes, mas não quiseram baixar os juros. A expectativa é que a dívida chegue pela metade aqui no mutirão”, relatou.

O aposentado Manoel de Andrade, 61 anos, foi ao local tentar negociar uma dívida de R$ 40 mil com um banco. “Eu já tentei parcelar essa dívida várias vezes, mas o juro é muito alto. Eu estou tentando entrar em um acordo e espero conseguir nesse mutirão”, disse.

Veja também

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos
Negócios

Honda suspende produção em Manaus por pandemia e falta de insumos

Com inflação e crise, 7 em 10 reajustes em dezembro não repõem poder de compra
Economia

Com inflação e crise, 7 em 10 reajustes em dezembro não repõem poder de compra