Economia

Mutirão dos Superendividados termina nesta sexta

Consumidor tem oportunidade para negociar dívidas

"A iniciativa contribui para quebra de um ciclo de violência", afirma o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico"A iniciativa contribui para quebra de um ciclo de violência", afirma o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco/arquivo

Acaba nesta sexta-feira (7) o 15º Mutirão dos Superendividados da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de Pernambuco (Procon-PE) e da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. A ação beneficia quem se encontra inadimplente com bancos, empresas de telefonia, energia e água, além do IPTU. O Mutirão acontece na sede do Procon, que fica na Rua Floriano Peixoto, número 141, bairro de São José, no Centro do Recife, com atendimento até as 14h. No local, o consumidor pode conseguir descontos e o parcelamento do débito.

O 15º Mutirão tem a participação da Celpe, da Compesa, de todas as empresas de telefonia móvel e fixa e das prefeituras de Olinda e Recife para negociações do IPTU. A edição conta ainda com a participação da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander. Os outros bancos serão representados pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). As empresas e órgãos públicos estão negociando diretamente com os clientes.

Todas as negociações realizadas durante o Mutirão são acompanhadas por advogados do Procon-PE para garantir que o consumidor receba propostas que se enquadrem em seu orçamento financeiro - com exceção dos bancos, que têm um prazo de dez dias para enviar ao cliente as propostas de negociação das dívidas. Mas a maioria das empresas envolvidas na campanha estão realizando audiências no momento do atendimento para que o consumidor saia do local com a negociação fechada.

Leia também:
Mutirão oferece desconto de 100% em juros e multas do IPTU de Olinda
Endividado, brasileiro usará 13º para poupar e comprar mais
Lei concede descontos para pagamentos de dívidas de crédito rural


Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o mutirão é necessário devido à situação financeira em que os cidadãos se encontram.
Para participar do mutirão, é preciso apresentar documentos originais e cópias da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além dos documentos que possam comprovar a dívida existente, como nota fiscal, faturas, comprovantes de pagamento, ordem de serviço, número de protocolo, entre outros. No caso do documento estar no nome de uma terceira pessoa, é preciso apresentar uma procuração reconhecida em cartório para representar a pessoa.

Veja também

Restituição do imposto de renda pode ser opção de investimento? Veja o que dizem especialistas
IMPOSTO DE RENDA

Restituição do IR pode virar investimento? Veja o que dizem especialistas

Associação que assiste doentes de fígado passa a receber doações pelo Imposto de Renda
Solidariedade

Associação que atende doentes de fígado recebe doações pelo IR