Mutirão dos Superendividados termina nesta sexta

Consumidor tem oportunidade para negociar dívidas

"A iniciativa contribui para quebra de um ciclo de violência", afirma o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico"A iniciativa contribui para quebra de um ciclo de violência", afirma o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco/arquivo

Acaba nesta sexta-feira (7) o 15º Mutirão dos Superendividados da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de Pernambuco (Procon-PE) e da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. A ação beneficia quem se encontra inadimplente com bancos, empresas de telefonia, energia e água, além do IPTU. O Mutirão acontece na sede do Procon, que fica na Rua Floriano Peixoto, número 141, bairro de São José, no Centro do Recife, com atendimento até as 14h. No local, o consumidor pode conseguir descontos e o parcelamento do débito.

O 15º Mutirão tem a participação da Celpe, da Compesa, de todas as empresas de telefonia móvel e fixa e das prefeituras de Olinda e Recife para negociações do IPTU. A edição conta ainda com a participação da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Itaú, Bradesco e Santander. Os outros bancos serão representados pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban). As empresas e órgãos públicos estão negociando diretamente com os clientes.

Todas as negociações realizadas durante o Mutirão são acompanhadas por advogados do Procon-PE para garantir que o consumidor receba propostas que se enquadrem em seu orçamento financeiro - com exceção dos bancos, que têm um prazo de dez dias para enviar ao cliente as propostas de negociação das dívidas. Mas a maioria das empresas envolvidas na campanha estão realizando audiências no momento do atendimento para que o consumidor saia do local com a negociação fechada.

Leia também:
Mutirão oferece desconto de 100% em juros e multas do IPTU de Olinda
Endividado, brasileiro usará 13º para poupar e comprar mais
Lei concede descontos para pagamentos de dívidas de crédito rural


Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o mutirão é necessário devido à situação financeira em que os cidadãos se encontram.
Para participar do mutirão, é preciso apresentar documentos originais e cópias da carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além dos documentos que possam comprovar a dívida existente, como nota fiscal, faturas, comprovantes de pagamento, ordem de serviço, número de protocolo, entre outros. No caso do documento estar no nome de uma terceira pessoa, é preciso apresentar uma procuração reconhecida em cartório para representar a pessoa.

Veja também

Governo estuda desoneração linear para gerar emprego
Economia

Governo estuda desoneração linear para gerar emprego

Fechamento de fábricas da Ford põe em dúvida futuro do setor no Brasil
Montadoras

Fechamento de fábricas da Ford põe em dúvida futuro do setor no Brasil