Reabertura

Noronha convida setor turístico para organizar a reabertura da Ilha

A partir das sugestões do setor, será elaborado um plano com as medidas necessárias para a reabertura do arquipélago

Baía dos Porcos, Fernando de NoronhaBaía dos Porcos, Fernando de Noronha - Foto: Reprodução/Blog do Thiago Charfy

Sem atividades turísticas desde março, ínicio da pandemia do novo coronavírus, a Ilha de Fernando de Noronha planeja, em breve, realizar a sua reabertura.  A partir de um planejamento, serão definidas as medidas sanitárias que deverão ser adotadas pelos estabelecimentos para garantir a segurança dos moradores e dos turistas. Para que ocorra de maneira integrada, a administração de Noronha criou o e-mail [email protected], para receber sugestões, opiniões e comentários enviadas pelo setor turístico. 

O objetivo da iniciativa é elaborar, em conjunto com órgãos e associações representativas do setor de turismo do arquipélago, um amplo debate, com sugestões sobre como deve ser o turismo pós-Covid. A partir dessas contribuições do setor, será construído um protocolo para a retomada do turismo, alinhado ao que já vem sendo traçado com o grupo de matriz de risco do Governo do Estado, que tem a participação da Administração Distrital, Secretaria Estadual de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a empresa de consultoria Deloitte.

“O turismo pós-Covid vai ser diferente, reinventado. Mas não vai ser fácil para ninguém idealizar como será isso. Nenhum lugar do Brasil consegue mostrar com clareza e objetividade como será retomado o turismo. Nada mais justo e democrático do que chamarmos para este debate as associações e órgãos da Ilha que representam diversas classes que atuam no turismo, para que se juntem a nós e, assim, a gente consiga fazer um protocolo de retomada do turismo setorizada para cada ambiente”, comenta Guilherme Rocha, administrador do arquipélago. 
 


O turismo representa praticamente a totalidade da economia da Ilha. No entanto, ainda não existe previsão de uma data para a reabertura em Noronha, já que o Brasil ainda está no pico da pandemia. No caso do arquipélago pernambucano, algumas práticas serão repensadas e a exploração do turismo na Ilha será modificada, levando em conta o controle na entrada de turistas, a capacidade de carga no Porto de Santo Antônio e o respeito às legislações ambientais. 

Desde o início do fechamento, a administração de Noronha colocou em prática várias ações para apoiar a população que ficou impossibilitada de trabalhar. Foram distribuídas cestas básicas, vale gás, peixes, além do estímulo à agricultura familiar. Além disso, outras medidas serão tomadas nas próximas semanas para auxiliar ainda mais os noronhenses nas necessidades básicas. 

Veja também

Ministro do STF propõe validar imposto sobre heranças transmitidas no exterior
impostos

Ministro do STF propõe validar imposto sobre heranças transmitidas no exterior

Economia repassa R$ 60 milhões para o Ministério do Meio Ambiente
governo

Economia repassa R$ 60 milhões para o Ministério do Meio Ambiente