Fernando de Noronha

Noronha vai ganhar primeira Usina Solar Fotovoltaica Flutuante com investimento de R$ 10 milhões

A planta será construída pela Neoenergia Pernambuco, com previsão de ser concluída em julho de 2023

Usina Solar Fotovoltaica Flutuante de NoronhaUsina Solar Fotovoltaica Flutuante de Noronha - Foto: Neoenergia Pernambuco/Divulgação

A Ilha de Fernando de Noronha vai ganhar mais um projeto para a geração da sustentabilidade e descarbonização. Será construída, no arquipélago, a primeira Usina Solar Fotovoltaica Flutuante de Noronha, com investimento estimado de R$ 10 milhões, provenientes do Programa de Eficiência Energética da Neoenergia Pernambuco, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A previsão é de que até o final deste ano as obras sejam iniciadas, com expectativa de serem finalizadas até julho do próximo ano.

A planta será usada para melhorar o abastecimento de água na ilha. O sistema de geração de energia renovável será instalado no espelho d’água do Açude do Xaréu, uma área de aproximadamente 4.400 m². Com 949 placas solares a serem instaladas, o sistema terá uma potência de cerca de 630 quilo-watt-pico (kWp) e uma geração estimada de 1.238 MWh/ano.

Ontem, a Neoenergia Pernambuco e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) firmaram o acordo para a construção da usina flutuante. A planta será responsável por suprir mais de 50% do consumo de energia da Compesa na ilha. A geração por meio de fonte renovável promoverá uma redução de 1.663 toneladas de CO2 emitidos anualmente no arquipélago, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

“A responsabilidade por estarmos inseridos em um ambiente preservado como a Ilha de Fernando de Noronha nos impulsiona cada vez à sustentabilidade. A conservação do ecossistema passa, essencialmente, por soluções energéticas sustentáveis que permitam um modelo de negócio viável que possa conciliar conservação ambiental, desenvolvimento socioeconômico e qualidade de vida para a população”, destacou Saulo Cabral, presidente da Neoenergia Pernambuco.

Atualmente, mais de 80% da energia em Fernando de Noronha é produzida por geradores a diesel. A Compesa é responsável por cerca de 14% do consumo de energia de Fernando de Noronha.

Projetos de sustentabilidade
A Usina Solar Flutuante vai se incorporar a outros projetos sustentáveis desenvolvidos pela Neoenergia, na ilha, por meio do Programa Energia Sustentável Noronha. Entre as iniciativas, está a Usina Solar Vacaria, que faz parte do Trilha Verde, projeto de mobilidade elétrica da Neoenergia. A unidade recém-inaugurada tem uma potência de 50 kWp, com uma geração estimada de 75 MWh/ano. A planta solar é a primeira de duas usinas concebidas, exclusivamente, para abastecer veículos elétricos que circulam no arquipélago.

Veja também

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT
NEGÓCIOS

Sam Altman acumulou fortuna de US$ 2 bilhões sem contar com ações da OpenAI, criadora do ChatGPT

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo
Febraban

PIB de 2023 revela que fazer dever de casa traz resultado positivo