A-A+

Nota de avaliação de risco do Brasil deve crescer logo, diz Guedes

Ministro da Economia prevê elevação nos próximos dois anos

Paulo Guedes, ministro da economiaPaulo Guedes, ministro da economia - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (12) que o Brasil está a caminho de ter a nota de avaliação de risco elevada. Ele participou de almoço com a Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos, em Brasília.

Ontem (11), a agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) elevou de estável para positiva a perspectiva da nota da dívida pública brasileira.

Leia também:
Ministro da Economia, Paulo Guedes cancela participação na reunião anual do FMI
Paulo Guedes diz que proposta de reforma tributária deve ser apresentada na próxima semana 

A perspectiva positiva significa que a agência pode elevar a nota do país nos próximos dois anos. Atualmente, a S&P concede nota BB- para o Brasil, três níveis abaixo do grau de investimento, garantia de que o país não corre risco de dar calote na dívida pública.

"A expectativa nossa é que estamos já a caminho do up grade [melhora da nota]. Isso normalmente leva 2 anos, mas acho até que vamos conseguir antecipar", disse.
Ele acrescentou que se o governo mantiver o ritmo de reformas, o "Brasil vai retomar o crescimento acelerado muito rapidamente". "Estamos implementando as reformas. O Brasil está com o menor déficit dos últimos cinco ou seis anos. A taxa de juros está desabando. O Brasil está acelerando", destacou.

Ele afirmou ainda que o ritmo de crescimento esperado para o ano que vem "é mais que o dobro deste ano".

Veja também

Petróleo faz pausa e fecha em queda por tomada de benefícios
Petróleo

Petróleo faz pausa e fecha em queda por tomada de benefícios

Manobra é o fim do teto e porteira aberta para despesas eleitoreiras, dizem economistas
Orçamento

Manobra é o fim do teto e porteira aberta para despesas eleitoreiras, dizem economistas