Nova greve de caminhoneiros não ocorrerá agora, dizem lideranças

"São áudios falsos, antigos. Estamos em negociação e não há possibilidade de uma nova greve por enquanto", afirmou o caminhoneiro autônomo Wallace Landim

Categoria pode parar depois do 7 de setembro por tempo indeterminadoCategoria pode parar depois do 7 de setembro por tempo indeterminado - Foto: Antônio Cruz/ABr

Uma nova paralisação não está nos planos dos caminhoneiros, ao menos por enquanto, segundo lideranças ouvidas pela reportagem. Recentemente, áudios circularam pelo WhatsApp alertando para o risco de uma nova greve.

"São áudios falsos, antigos. Estamos em negociação e não há possibilidade de uma nova greve por enquanto", afirmou o caminhoneiro autônomo Wallace Landim, o "Chorão", que liderou manifestações durante a paralisação de caminhoneiros em maio. A categoria deverá aguardar ao menos até a votação da MP 832 que poderá converter a política de preço mínimo do combustível em lei, diz ele.

Leia também:
Moraes marca reunião com empresas multadas em greve de caminhoneiros


A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) afirmou, em nota, que está "monitorando os grupos de Whatsapp dos quais participa para checar a veracidade sobre uma suposta nova paralisação. Entretanto, informamos que não estamos promovendo e nem apoiando uma nova greve da categoria".

Nesta quinta (27), terminou sem acordo uma nova reunião no Supremo Tribunal Federal entre caminhoneiros e empresas que contratam os serviços de transporte de carga, em torno de uma tabela de preços mínimos para o frete rodoviário.

O ministro que acompanha o caso, Luiz Fux, deve manter suspensas as liminares que questionam a tabela do frete pelo menos até o fim de agosto, quando está prevista uma audiência pública para discutir o assunto. O STF entra em recesso na próxima semana.

Veja também

Quina de São João terá prêmio de R$ 190 milhões
Loterias

Quina de São João terá prêmio de R$ 190 milhões

Novo aporte do Nubank deve aumentar concorrência no sistema financeiro
Negócios

Novo aporte do Nubank deve aumentar concorrência no sistema financeiro