Novo consórcio assume obras do Eixo Norte

Depois de problemas financeiros com a Emsa, as obras da transposição do São Francisco será feita por novo consórcio

Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São FranciscoEixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco - Foto: Divulgação

Mais de 1.200 profissionais do consórcio formado pelas empresas Ferreira Guedes e Toniolo, Busnello vão entrar em campo nas próximas semanas para dar continuidade às obras da Meta 1N do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. É que após a saída da construtora Emsa por falta de capacidade financeira, o Ministério da Integração Nacional confirmou o nome das empresas para dar seguimento ao empreendimento. De acordo com o ministro da pasta, Pádua Andrade, esta substituição foi uma medida para garantir a entrega da obra, que está prevista para até o fim do ano.

Os trabalhadores vão dar início aos trabalhos para garantir que as águas cheguem ao e Ceará até meados de agosto. A ordem de serviço assinada na última sexta-feira garante essa medida. Para acelerar o cronograma, a pasta também informou que “várias frentes de serviço serão abertas simultaneamente, inclusive em períodos de 24 horas.” Segundo a área jurídica da Ferreira Guedes, a empresa já está em campo, com mão de obra, equipamentos e mobilização da equipe.

Leia também:
CGU aponta risco de sustentabilidade na transposição do São Francisco
Mais três cidades beneficiadas com as águas do São Francisco

O Eixo Norte está, atualmente, com 96% das obras finalizadas, conforme informações do Ministério. A etapa vai garantir o abastecimento de mais de sete milhões de pessoas em 223 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Veja também

Ford investe mais na Argentina, onde está há 107 anos
Negócios

Ford investe mais na Argentina, onde está há 107 anos

Vendas do comércio varejista caem 0,1% em novembro
Economia

Vendas do comércio varejista caem 0,1% em novembro