Novo modelo de transporte de servidores pode gerar economia de R$ 20 milhões

Atualmente são gastos R$ 32 milhões ao ano com a terceirização desse tipo de serviço

Fernando Bezerra Coelho participou da convenção nacional do PMDBFernando Bezerra Coelho participou da convenção nacional do PMDB - Foto: Divulgação

O governo federal pretende economizar, em 2017, R$ 20 milhões com o serviço de transporte de servidores públicos federais durante o serviço no Distrito Federal. Atualmente são gastos R$ 32 milhões ao ano com a terceirização desse tipo de serviço, valor que deverá ser reduzido para R$ 12,7 milhões, segundo as estimativas projetadas. Na prática, esse novo modelo de transporte será similar ao usado pelo Uber, com as solicitações sendo feitas a partir de um aplicativo.

Quatro empresas participaram do processo de licitação, feito entre setembro e outubro deste ano. A vencedora foi a Shalom, empresa de agenciamento de táxis. Entre os critérios adotados para a seleção estavam exigências como frota de veículos disponível e sistema de gerenciamento e implementação de aplicativo para solicitação das corridas pelos servidores. Atualmente este serviço é prestado por meio de contrato com empresas terceirizadas.

De acordo com o Ministério do Planejamento, a partir de agora o serviço será centralizado por intermédio de um único contrato que reduzirá despesas desnecessárias – entre elas os custos com veículos e motoristas ociosos. Dessa forma, os carros alugados serão substituídos por táxis, e o pagamento será feito levando em conta o quilômetro percorrido e o tempo de utilizado. Ainda segundo o ministério, os veículos próprios do governo federal serão realocados para atender a outras necessidades da Administração Pública Federal.

Com previsão de iniciar em janeiro de 2017, o projeto-piloto abrangerá cinco ministérios: Ciência, Tecnologia e Comunicações; Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; Saúde; Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Transparência, Fiscalização e Controle. A expectativa é de que até 2018 o serviço seja ampliado a outras pastas.

Veja também

Ministério de Infraestrutura entregará planos de estratégia logística para até 2050
Economia

Ministério de Infraestrutura entregará planos de estratégia logística para até 2050

Banco Central aprova 762 instituições para o Pix
Economia

Banco Central aprova 762 instituições para o Pix