Ocupação hoteleira já chega a 85,5%

Crescimento na movimentação de visitantes na rede de hotéis foi de 5,02% em janeiro

Movimento de turistas em hotelMovimento de turistas em hotel - Foto: Mandy Oliver/Folha de Pernambuco

O mês de janeiro representou bons números para o setor hoteleiro em Pernambuco, iniciando o ano com perspectivas positivas para um retorno no cresci­­­­mento da economia. Levantamen­­­­­­to divulgado pela Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Esta­­­­do, através da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), apontou crescimento de 5,02% na taxa de ocupação hoteleira em janeiro comparado ao mesmo período do ano passado, o que gerou uma média de ocupação de 85,5%.

Na pesquisa, o Grande Recife teve destaque com um crescimento de 9,02%, já que a ocupação do mês passado foi de 80,02% e a de janeiro de 2017 foi de 73,40%. O segun­­­­do acréscimo foi no município de Ipojuca, com variação positiva de 6,52%, com janeiro deste ano apresentando uma ocupação de 89,03% e o mesmo período do ano passado sendo de 83,58%. E por últi­­­­­­­­­mo, o crescimento da ilha de Fernan­­­­­­­­­­do de Noronha foi de 0,21%, com a taxa de janeiro deste ano em 87,46% e do ano passado em 87,28%.

De acordo com o diretor executivo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Pernambuco (ABIH-PE), Carlos Maurício Periquito, esse crescimento é pelas ações desempenhadas no Estado. “O desempenho da economia do Brasil aliada à captação, por meio do governo, para o lazer de turismo e novos voos domésticos e internacionais foram as motivações para esses números de janeiro, que superaram as expectativas”, destacou Periquito, acrescentando que Recife é a única capital do Nordeste que oferece voos diretos para todas as capitais da região.

Leia também:
Receita do turismo deve crescer neste carnaval após 3 anos em queda, diz CNC
Turismo náutico cresce 40% em Pernambuco

Com uma oferta de leitos no Recife de 16.600 e em Porto de Galinhas de 15.200, metade dos turistas que frequentam o Estado são de cidades do Nordeste e a outra metade são de locais do Sudeste, Sul e Centro-Oeste”, informou Periquito.
E o ano de 2018 tem expectativa de melhora na taxa de ocupação dos hotéis e pousadas, com crescimento esperado entre 8% e 10%, segundo o diretor. “Atividades que fazem despertar o turista para conhecer Pernambuco incentivam o setor, como a recepção no aeroporto e ações em espaços de outras cidades”, disse Periquito.

Voos

Um dos incentivos para esse crescimento é a malha aérea de Pernambuco. Para os voos internacionais, o Estado contará este ano com 15 destinos diretos. Serão inaugurados em 2018 voos para Córdoba e Rosário, ambas na Argentina, e Fort Lauderdale, nos Estados Unidos. No Nordeste, Pernambuco lidera a oferta de destinos entre os aeroportos das capitais da região, com 36 rotas.

Veja também

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
Economia

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
Economia

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores