Oi apresenta 2ª edição do E-NAVE 2: Guia de Práticas Pedagógicas Inovadoras

O livro digital reúne 45 práticas pedagógicas desenvolvidas e testadas nas escolas do NAVE

Lançamento do E-NAVE 2Lançamento do E-NAVE 2 - Foto: Cristina Lacerda/Oi/Divulgação

A Oi lançou, nesta segunda-feira (21), no Rio de Janeiro, a segunda edição do E-NAVE 2: Guia de Práticas Pedagógicas Inovadoras. O livro digital reúne 45 práticas pedagógicas desenvolvidas e testadas nas escolas do NAVE (Núcleo Avançado em Educação), programa de educação do Oi Futuro, instituto de inovação e criatividade da Oi.

O evento foi realizado no Lab Oi Futuro, no Rio de Janeiro. O “E-NAVE 2” traz 45 atividades práticas, de todas as áreas do conhecimento e componentes curriculares, da formação geral básica e da formação profissional e tecnológica, que podem ser adaptadas conforme a realidade de cada escola, mesmo com pouco ou nenhum recurso tecnológico.

As práticas são orientadas para atender às 10 competências gerais da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e do Novo Ensino Médio. Há diferentes ferramentas sugeridas, como poesia visual, design thinking, metodologia ágil, modelagem 3D e memes, além de práticas que trabalham a trajetória e a identidade dos estudantes, utilizando fotografia, árvores genealógicas e projetos de vida, entre outros exemplos. Todas elas foram trazidas com a experiência da primeira edição e dos conteúdos feitos pelos alunos.

Leia também: 
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia começa nesta segunda
Sem horário de verão, celulares adiantam uma hora automaticamente
Governo avalia tributar prestadores de serviços que usam apps

"A NAVE é bem mais que uma escola bem equipada. Eles têm uma base de formação crítica muito forte. O produto tecnológico tem um olhar muito empático sobre a sociedade", comenta a gerente executiva de educação do Oi Futuro, Carla Uller. "Queremos investir em novas gerações. As contribuições que esses jovens podem fazer no futuro são inimagináveis", completou a executiva.

Com o objetivo de inspirar educadores de toda a rede pública e privada do país a inovarem, o e-book será distribuído gratuitamente por meio da Plataforma Integrada de Recursos Educacionais Digitais do MEC. A primeira edição do guia, lançada em 2018, teve mais de 2.300 downloads e foi acessada por educadores de todas as regiões do país.

Responsável pela coordenação pedagógica do Colégio Estadual José Leite Lopes - NAVE Rio, Alexandre Rangel, falou sobre a aplicação da metodologia. "A gente não quer que eles saiam daqui técnicos somentes, mas que utilizem as competências para as vidas deles", disse.

O NAVE é o programa ensino médio integrado à educação profissional do instituto Oi Futuro, que já formou mais de 2,5 mil jovens em 13 anos de atuação, com escolas no Rio de Janeiro e Recife. Criado pelo instituto de Inovação e Criatividade da Oi em parceria com as Secretarias de Estado de Educação do RJ e PE, o programa é desenvolvido em duas escolas públicas, no Rio (Colégio Estadual José Leite Lopes) e em Recife (Escola Técnica Estadual Cícero Dias), com foco nas economias criativa e digital. As escolas funcionam como laboratórios de criação e experimentação de metodologias pedagógicas inovadoras, disseminadas por meio de cursos de formação oferecidos a educadores da rede pública e de publicações como o “E-NAVE”, disponibilizadas gratuitamente.

"Queremos agradecer a parceria e o e-book, e a todos aqueles que contribuiram, principalmente os alunos que enxergaram no NAVE um modelo diferente", disse o gestor das escolas técnicas estaduais de Pernambuco, Aldo Alexandre. 


Colhendo os frutos

Diversos conteúdos como jogos digitais, aplicativos e jogos analógicos são desenvolvidos através da grade curricular aplicada no NAVE. Um dos exemplos é o Cerini, jogo tipo "runner" desenvolvido por alunos do segundo ano do NAVE Oi Rio. "Nosso jogo traz muito essa questão das diferenças sociais e culturais", explicou o estudante de Multimídia Luiz Fellype, de 15 anos.

Ele é um dos criadores do game, que deve ser lançado em dezembro deste ano. A história envolve duas cidades com culturas diferentes, que precisam trabalhar juntas para combater uma grande força do mal. O título, desenvolvido nas oficinas do NAVE, é resultado da aliança entre o conteúdo técnico e o de outras disciplinas. "A didática chega para nós de uma maneira bem natural e fica bem autônomo, a gente toma o rumo que quiser tomar para fazer o jogo", completa.

Tanto o Cerini quanto outros jogos produzidos pelo Oi Futuro e as escolas NAVE do Rio e de Recife podem ser baixados através do site Itch.io.

Recife
Para quem tem interesse em fazer parte da escola NAVE do Recife, na Escola Técnica Estadual Cícero Dias, as inscrições para o processo seletivo ainda estão abertas. Os estudantes interessados poderão realizar a inscrição no site da Secretaria de Educação e Esportes até o dia 7 de novembro.

*O jornalista foi à convite da Oi

Veja também

Investimentos estrangeiros no país caíram de 85% em agosto, diz BC
Economia

Investimentos estrangeiros no país caíram de 85% em agosto, diz BC

Localiza e Unidas anunciam proposta de união de operações
Empresas

Localiza e Unidas anunciam proposta de união de operações