TECNOLOGIA

Oi monitora informações empresariais soltas na nuvem

“Mais de 25% do tráfego das empresas brasileiras já passam pela nuvem, mas isso pode ser nocivo se este ambiente não for monitorado", afirma a diretora de B2B da Oi, Cátia Tokoro

Emendas ajudarão os municípios a custear os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Especializado de Assistência Social (Creas)Emendas ajudarão os municípios a custear os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Especializado de Assistência Social (Creas) - Foto: Elvis Aleluia

 

Uma boa estratégia para fazer os negócios crescerem mesmo na crise é apostar em tecnologias que aumentam a produtividade. Porém, também é preciso proteger as novas ferramentas para evitar o vazamento de dados. Pensando nisso, a Oi lançou uma solução que monitora informações empresariais soltas na nuvem. A operadora, por sinal, vem aproveitando esta digitalização dos negócios para crescer através de pacotes e serviços voltados para as empresas, tanto que o segmento B2B (business to business ou negócio para negócio, em português) já representa 30% da receita da companhia.

“Com a crise, todas as empresas procuram mais produtividade, e muitas vezes isso passa por um processo de digitalização. E, como operadora, nós temos como viabilizar essa automação”, justificou a diretora de B2B da Oi, Cátia Tokoro, que esteve no Recife na última quarta-feira (4) para lançar a nova solução empresarial da operadora. É o Cloud Security Oi, que possibilita o monitoramento de aplicações e informações em nuvem.

“Mais de 25% do tráfego das empresas brasileiras já passam pela nuvem, mas isso pode ser nocivo se este ambiente não for monitorado. Esta ferramenta vem justamente para garantir a segurança dessas informações”, completou o diretor de Tecnologia de Informação (TI) de B2B da Oi, Luiz Carlos Faray.

Ele explicou que a Oi vai monitorar os movimentos das empresas na nuvem através do Centro de Operações de Segurança instalado em São Paulo. “Comportamentos anômalos poderão ser inibidos e bloqueados pelo software e informado aos clientes. Mas, caso haja uma nova aplicação, vamos ligar para tomar uma decisão junto com o cliente”, detalhou o diretor, contando que qualquer empresa pode contratar o serviço.

O preço da aplicação, contudo, está sendo discutido caso a caso com colaboradores que conversam diretamente com os empresários. Até março, no entanto, pequenas e médias empresas também poderão contratar pacotes de voz e dados diretamente nas lojas físicas da operadora.

Investimento
A Oi investe em soluções de tecnologia da informação (TI) como o Cloud Security Oi desde 2011 e, deste então, viu seu faturamento crescer. Calcula-se que a receita de TI aumenta 20% ao ano e já representa 7% do faturamento total da companhia.

E a procura pelos serviços só cresce no Nordeste. Em Pernambuco, por exemplo, o número de clientes que usam TI aumentou 105% no terceiro trimestre de 2016.

 

Veja também

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp
Economia

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto
Impostos

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto