Habitação

Olinda adere ao Programa Casa Verde e Amarela para regularização fundiária

Iniciativa busca melhorias para imóveis e investimento em infraestrutura

OlindaOlinda - Foto: Prefeitura de Olinda

O município de Olinda aderiu, nesta terça-feira (7), ao Programa Casa Verde e Amarela, do governo federal, para acelerar o processo de regularização fundiária. A medida pretende beneficiar a população mais vulnerável, que passa a contar com a garantia de direitos e possibilidade de investimento público nas áreas regularizadas. 

O Ministério do Desenvolvimento Regional, chefiado pelo ministro Rogério Marinho, é nacionalmente responsável pelo programa. Em Olinda, a área está na alçada da secretária de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Izabel Urquiza. Ela explica que, sem a regularização, a atração de investimento federal, por exemplo, fica limitada.

“Estamos falando de obras de drenagem, esgotamento sanitário e outras. Além de melhoria nos imóveis e todos os direitos que os proprietários dos imóveis passam a contar quando estão regularizados, além da valorização dos imóveis. Esse olhar atento beneficiando quem mais precisa é um norte da gestão do prefeito, Professor Lupércio, e vamos continuar avançando neste sentido”, afirmou Izabel. 

 

 

Veja também

Inflação para idosos acumula taxa de 6,20% em 12 meses
Economia

Inflação para idosos acumula taxa de 6,20% em 12 meses

Olinda abre seleção com 198 vagas para técnicos e professores. Salários vão até R$ 2,5 mil
Blog dos Concursos

Olinda abre seleção com 198 vagas para técnicos e professores