ONS

Onda de calor faz país registrar novo recorde na demanda por energia

Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), a marca de 102.478 MW foi atingida na sexta-feira, a menos de uma semana do verão e ainda com altas temperaturas

O SIN vem registrando sucessivos recordes na demanda instantânea de cargaO SIN vem registrando sucessivos recordes na demanda instantânea de carga - Foto: Pixabay

O país registrou novo recorde na demanda de energia do Sistema Interligado Nacional (SIN) na última sexta-feira. A informação é do Operador Nacional do Sistema (ONS), segundo o qual o patamar atingido a menos de uma semana do fim do verão foi de 102.478 MW, sendo atendida por 92,5% de energia sustentável.

A marca anterior era de 101.860 MW, registrada em 7 de fevereiro.

De acordo com o ONS, a demanda foi influenciada por questões climáticas, principalmente pelas elevadas temperaturas em quase todo o país, que teve o registro de mais uma onda de calor.

Desde novembro de 2023, o SIN vem registrando sucessivos recordes na demanda instantânea de carga, em função das ondas de calor.

Confira os últimos três recordes na demanda de energia:

14 de novembro de 2023 - 101.475 MW

07 de fevereiro de 2024 - 101.860 MW

15 de março de 2024 – 102.478 MW

Veja também

Cade analisa se parceria entre Gol e Azul precisa ser submetida ao órgão
Parceria

Cade analisa se parceria entre Gol e Azul precisa ser submetida ao órgão

"Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado", diz Lula
Arroz

"Esta semana fiquei nervoso porque vi o preço do arroz muito caro no supermercado", diz Lula

Newsletter