A-A+

Dinheiro

Órgão regulador dos EUA quer colocar ordem em 'faroeste' das criptomoedas

A Comissão de Valores Imobiliários dos Estados Unidos quer que empresas chinesas cotadas em Wall Street permitam procedimentos de auditoria americanos até 2024

Bitcoins fotografadas em WashingtonBitcoins fotografadas em Washington - Foto: Karen Bleier/AFP

A Comissão de Valores Imobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) quer colocar ordem no "faroeste" das criptomoedas e nas práticas dos corretores online, além de fortalecer a transparência das empresas chinesas cotadas nas bolsas americanas, assinalou o presidente do órgão nesta terça-feira (14).

Em uma audiência em uma comissão do Senado, o presidente da SEC, Gary Gensler, que está há apenas cinco meses no cargo, detalhou as preocupações do órgão responsável por regular o mercado financeiro americano e também pediu mais recursos para a entidade que conta com 4.400 funcionários.

Em relação às criptomoedas, Gensler destacou que partes importantes deste novo setor funcionam "por fora do sistema regulatório que protege investidores e consumidores".

"Francamente, hoje é um faroeste (...). As fraudes envolvendo este tipo de ativos são abundantes. Podemos melhorar", argumentou.

Além disso, o titular da SEC se referiu às empresas chinesas cotadas em Wall Street e disse que elas deverão permitir procedimentos de auditoria americanos até 2024.

Caso contrário, "seus títulos serão vetados" das bolsas americanas, acrescentou Gensler em um editorial do jornal The Wall Street Journal publicado nesta terça (14).

De acordo com o presidente da SEC, cerca de 270 companhias chinesas negociam seus títulos em Wall Street, com uma capitalização total de mercado que varia entre 1,5 e 2 trilhões de dólares (R$ 7,8 e 10,5 trilhões). 

Veja também

Amazon lança nova geração do Kindle Paperwhite, com bateria que dura até 10 semanas
E-READER

Amazon lança nova geração do Kindle Paperwhite, com bateria que dura até 10 semanas

Paulista realiza recadastramento e vistoria de kombis e vans
Transporte

Paulista realiza recadastramento e vistoria de kombis e vans