A-A+

Outras empresas ocuparão espaço da Petrobras no NE, diz ministro

A expectativa é que a companhia mantenha apenas fatias em áreas em Sergipe, onde fez recentemente grandes descobertas de petróleo e gás.

Bento AlbuquerqueBento Albuquerque - Foto: Wilson Dias/Agência Brasil/arquivo

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, defendeu nesta segunda (16) que outras empresas ocuparão espaço deixado pela Petrobras na região Nordeste, levando investimentos para áreas que não estão nos planos da estatal. O plano de investimentos da Petrobras prevê concentração das operações na região Sudeste, estratégia que vem enfrentando resistência de trabalhadores da companhia e pela classe política do Nordeste, onde a estatal iniciou suas atividades.

"A Petrobras está cumprindo seu plano de negócios, que é voltado para a exploração e produção de petróleo em áreas que ela considera mais rentáveis", disse o ministro, em entrevista durante evento na CPRM (Companhia de Pesquisa e Recursos Minerais), no Rio.

Albuquerque defendeu que o movimento é positivo, já que as empresas compradoras dos ativos da Petrobras investirão nas operações em que a estatal não tem mais interesse. "Aquilo em que ela [Petrobras] não tem mais apetite, outras empresas têm apetite para fazer", afirmou.

Em apresentação do plano de investimentos em Nova York e Londres, no início do mês, a estatal aponta seu futuro com ativos apenas na região Sudeste e foco no pré-sal. "A Petrobras vai ser uma companhia bem focada em exploração e produção de petróleo e gás natural em águas profundas, geograficamente concentrada no Sudeste brasileiro, em três estados: Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo", disse aos investidores o presidente da estatal, Roberto Castello Branco.

Leia também:
Plano de desinvestimentos prevê Petrobras concentrada no Sudeste
BNDES prepara oferta pública de ações da Petrobras


Além de campos de petróleo, a companhia está vendendo refinarias, fábricas de fertilizantes e de biodiesel e outras unidades nas regiões Sul, Norte e Nordeste.
Nesta segunda, abriu processo de venda de fatia em um bloco para exploração de petróleo na região Sul.

A expectativa é que a companhia mantenha apenas fatias em áreas em Sergipe, onde fez recentemente grandes descobertas de petróleo e gás.

A estratégia é criticada por governadores do Nordeste e pela Frente Parlamentar em Defesa da Petrobras, lançada em maio, que iniciou na semana passada um giro por estados nordestinos para tentar levantar apoio para a causa. "Se a Petrobras está saindo, alguém está entrando. Varias empresas estão comprando áreas da Petrobras", disse Albuquerque nesta segunda. "E acredito que isso é muito bom para o país."

Veja também

Embraer inicia testes de 'carro voador' usando helicópteros no RJ
carro voador

Embraer inicia testes de 'carro voador' usando helicópteros no RJ

Usuários apontam que jogos do Nintendo 64 no Switch Online passam por problemas
TECNOLOGIA E GAMES

Usuários apontam que jogos do Nintendo 64 no Switch Online passam por problemas