Para ter CPMF, é preciso uma compensação para as pessoas', diz Bolsonaro

A declaração foi dada em café da manhã com editores da Folha de S.Paulo no Palácio do Alvorada

Presidente Jair BolsonaroPresidente Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça (3) ao jornal Folha de S.Paulo que a recriação de um imposto nos moldes da antiga CPMF deve ser condicionada a compensação para a população.

"Já falei para o Guedes: para ter nova CPMF, tem que ter uma compensação para as pessoas. Se não, ele vai tomar porrada até de mim", disse o presidente. A declaração foi dada em café da manhã com editores da Folha de S.Paulo no Palácio do Alvorada.

Reportagem publicada pela Folha de S.Paulo mostrou que a equipe de Paulo Guedes (ministro da Economia) prepara os ajustes finais para enviar ao Congresso, simultaneamente, dois projetos que vão se complementar. De um lado, irá o da reforma tributária que inclui a nova CPMF, de outro, um projeto para criar a chamada carteira verde e amarela, que reduz direitos trabalhistas em troca de uma desoneração tributária como forma de estimular a geração de empregos.

Leia também:
Bolsonaro diz que novo PGR deve ser um homem e será indicado até quinta-feira
Bolsonaro pede a MEC projeto de lei para proibir ideologia de gênero


No café da manhã no Alvorada, Bolsonaro afirmou que a proposta de reforma vai se concentrar em impostos federais. "O Cintra (Marcos Cintra, secretário especial da Receita Federal) às vezes levanta a cabeça, mas eu vou lá e dou uma nele", disse Bolsonaro.

Participaram do café da manhã com os jornalistas da Folha de S.Paulo, além de Bolsonaro, o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, o chefe da Secom (Secretaria de Comunicação) da Presidência, Fábio Wajngarten, e o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP). O encontro ocorreu das 7h40 às 9h10.

Veja também

Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana
BOLSA DE VALORES

Dólar fecha em R$ 5,37 e tem maior queda em uma semana

Governo celebra 20 anos de fundo que pode ser extinto por Guedes
fundos

Governo celebra 20 anos de fundo que pode ser extinto por Guedes