Parceria deve ser ampliada na Região Metropolitana

Compesa deve aprovar a transação comercial ainda neste mês

Fernando Monteiro recebeu o apoio de lideranças da regiãoFernando Monteiro recebeu o apoio de lideranças da região - Foto: Divulgação

 

Na Região Metropolitana do Recife (RMR), a intenção da Compesa também é aprofundar a parceria com a iniciativa privada. Roberto Tavares explicou que a venda da Odebrecht Ambiental, parceira da companhia na PPP do Saneamento, não atrapalha o projeto. Ao contrário, a expectativa é de que a nova acionista da empresa, a gestora de fundos Brookfield, fortaleça as obras. Por isso, a Compesa deve aprovar a transação comercial ainda neste mês.

Segundo Tavares, representantes do gestor de fundos canadense só devem conversar com a Compesa nos próximos 60 dias. Porém, a companhia já deve antecipar a anuência, necessária para o fechamento do contrato, por acreditar no potencial da empresa. Ele explica que a Brookfield está há mais de 100 anos no Brasil e não deve quebrar o contrato com o Estado, já que este é o maior parceiro da Odebrecht Ambiental atualmente.

“A expectativa é muito positiva porque a Brookfield está chegando ao Nordeste através de Pernambuco e pode usar essa oportunidade para se expandir pela região. E, quanto mais antecipar investimentos, mais rápido terá resultados do negócio”, acredita Tavares, contando que também está tranquilo por não ter mais um parceiro envolvido nos escândalos da Operação Lava Jato.

“Quem tem problemas com a Justiça não é a sociedade de propósito específico, que é o operador do nosso parceiro privado, é o grupo Odebrecht. Mas, é bom trabalhar com um parceiro que não está nessa confusão”, disse.

 

Veja também

BC inicia fase restritra de operações pelo Pix a partir de terça-feira (3)
Economia

BC inicia fase restritra de operações pelo Pix

Vale diz que 'efeito Covid' aumentou vendas de minério para a China
Exportação

Vale diz que 'efeito Covid' aumentou vendas de minério para a China