Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae

Setor de serviços gerou maior número de empregos com carteira assinada

DesempregoDesemprego - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

As micro e pequenas empresas criaram 41,5 mil empregos com carteira assinada no mês de julho. Os dados foram compilados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Segundo o levantamento, os pequenos negócios foram responsáveis por 95% dos empregos gerados em todo o país.

Com os números das grandes empresas e da administração pública, foram criados 43,8 mil empregos formais. De janeiro a julho deste ano, as micro e pequenas empresas abriram 437,6 mil vagas, 2,4% acima do registrado no mesmo período do ano passado.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, disse que esses empreendedores são a alavanca para a economia e vitais para a geração de emprego e renda no país. Segundo Melles, é mais um motivo para que o país invista em melhoria do ambiente de negócios do setor, diminuição da burocracia e incentivo à competitividade.

Os pequenos negócios do setor de serviços foram os que mais criaram vagas (20 mil). Os destaques foram o ramo imobiliário, com 15,2 mil empregos, e o setor da construção civil, com 14 mil postos.

São Paulo liderou a geração de empregos em julho, com mais 12,8 mil vagas, seguido por Minas Gerais, com 7,5 mil. A Região Sudeste teve o maior volume de novos postos (20 mil), seguido pelo Centro-Oeste, com 6,7 mil vagas.

Veja também

Prefeitura do Recife libera agendamento para entrega do Auxílio Municipal Emergencial Recife
AME Recife

Prefeitura do Recife libera agendamento para entrega do Auxílio Municipal Emergencial Recife

Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial; confira calendário
PANDEMIA

Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial; confira calendário