Arquipélago

Pernambuco abre licitação de R$ 66,7 milhões para reforma da pista do Aeroporto de Noronha

Edital também é para pátio de estacionamento de aeronaves e pistas de rolamento do terminal aéreo

Pista do Aeroporto de Fernando de NoronhaPista do Aeroporto de Fernando de Noronha - Foto: Fabio Nóbrega/Folha de Pernambuco

O Governo do Estado abriu licitação para contratar a empresa que ficará responsável pelas obras de restauração do pavimentos do Aeroporto de Fernando de Noronha, em Pernambuco. 

Segundo o texto, publicado na edição de quinta-feira (12) do Diário Oficial do Estado, o orçamento para o contrato é de R$ 66.632.730,14

De acordo com anúncio feito pela gestão estadual, em abril, a obra inclui, além da reforma da pista de pouso e decolagem, a restauração do pátio de estacionamento de aeronaves e restauração e implantação das pistas de rolamento do terminal aéreo

A reunião na qual serão abertos os envelopes das propostas está marcada para 14 de junho, às 10h, na sede da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra) - pasta responsável pela licitação. 

O Governo do Estado anunciou, em meio ao impasse com o governo federal sobre a titularidade do arquipélago, um pacote de investimentos de R$ 153 milhões, que inclui R$ 68 milhões direcionados para o aeroporto, sendo os R$ 66,7 milhões para os serviços de pavimento. 

A previsão é de que as obras sejam finalizadas em 12 meses. Nesse período, será executada uma fase preliminar de manutenção para melhorias na pista, com duração de três meses, orçada em cerca de aproximadamente R$ 1,3 milhão, que visam garantir a segurança das operações até a conclusão da restauração.

Pacote de investimentos
Além das verbas direcionadas ao aeroporto da ilha, o Governo de Pernambuco anunciou a expansão do sistema de esgotamento sanitário, com orçamento de R$ 55 milhões, que prevê a construção de 15 novas estações elevatórias de esgoto e uma nova estação de tratamento de esgoto. 

Entre os demais investimentos anunciados estão ainda a ampliação do Hospital São Lucas, a pavimentação de diversas ruas, a instalação e manutenção de todas as placas de sinalização do arquipélago, uma linha de financiamento para compra de veículos elétricos, a cessão do Forte de Nossa Senhora dos Remédios ao Consórcio Forte ao consórcio que fará a gestão por 10 anos, além da instalação da Central de Oportunidades de Pernambuco (Cope).

Veja também

Auxílio Reconstrução: governo suspeita de 300 mil fraudes em pedidos
BENEFÍCIO

Auxílio Reconstrução: governo suspeita de 300 mil fraudes em pedidos

Inscrição para concurso da Justiça Eleitoral termina na próxima quinta
CERTAME

Inscrição para concurso da Justiça Eleitoral termina na próxima quinta

Newsletter