Capacitação

Pernambuco adere ao programa Juventude Empreendedora 2.1

A iniciativa tem como objetivo incentivar o empreendedorismo jovem através de capacitações

Foto: Divulgação/ Juventude Empreendedora

Estão abertas as inscrições para o programa Juventude Empreendedora 2.1 em Pernambuco. O objetivo da iniciativa é incentivar o empreendedorismo de jovens entre 17 e 29 anos no País, através de capacitações para que os jovens abram os seus próprios negócios, mesmo diante das dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19. As capacitações são divididas em 11 etapas que abordam temas como finanças, comunicação on-line e offline e gestão de pessoas.

“Nos tempos atuais, onde a gente tem uma crise sanitária e econômica, o programa é uma oportunidade concreta para a geração de emprego e renda para os jovens. A ideia é ofertar oportunidade e capacitação, com uma metodologia simples, eficaz e que não demanda muitos recursos, capacitando o jovem para que ele possa empreender em novos negócios. É uma oportunidade do jovem encontrar esse lado do empreendedorismo”, explica o secretário-executivo de Políticas para Criança e Juventude de Pernambuco, Eduardo Vasconcelos.

O Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), aderiu ao programa e realizou o lançamento no Estado nesta quinta-feira (13), no Youtube. O programa é executado pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve), em parceria com o Besouro Agência de Fomento Social e com o Fórum da Juventude da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

“No ano passado, o Programa Juventude Empreendedora impactou mais de 10.000 pessoas, foram mais de 1.000 cidades de todos os estados e Distrito Federal. Pernambuco foi o segundo Estado com mais participações de jovens no programa”, complementa o secretário.

As atividades de capacitação on-line gratuitas acontecem entre os dias 24 e 28 de maio, das 18h às 22h. As inscrições podem ser realizadas através do site: www.juventudeempreendedora.com

“O Programa Juventude Empreendedora 2.1 surge como resposta imediata para agora e uma qualificação de renda dos jovens. Lançamos o projeto em nova plataforma e em outros países de língua portuguesa, sendo nove países em quatro continentes”, comentou o presidente do Conjuve, Marcus Barão.

Além do presidente do Conjuve e do secretário-executivo da SDSCJ de Pernambuco, o evento de lançamento contou ainda com a participação do secretário-executivo de Trabalho e Qualificação, Álvaro Jordão; do professor da UFRPE, Humberto Miranda; do professor Vinícius Lima e do gerente de Políticas de Juventude da SDSCJ e idealizador do Projeto Casa Virtual, Antônio Mendes, que lançou a edição 2021.

Casa Virtual 2021

Além do lançamento do Programa Juventude Empreendedora 2.1 em Pernambuco, a reunião também contou com a apresentação da programação do projeto Casa Virtual para 2021, que tem como objetivo ofertar atividades culturais e profissionalizantes de forma virtual para a juventude do Estado, garantindo direitos e oportunidades na pandemia da Covid-19.

“Com a pandemia, criamos a Casa Virtual para ser instrumento das Casa de Juventudes e nos fazer presente em todos os cantos do Estado para levar informação, qualificação e oportunidade para nossa juventude”, explica o secretário-executivo de Políticas para Criança e Juventude de Pernambuco, Eduardo Vasconcelos.  
 

Veja também

Senado aprova texto-base de MP que aumenta tributação sobre bancos até o fim do ano
Tributação

Senado aprova texto-base de MP que aumenta tributação sobre bancos até o fim do ano

Governo finaliza reforma do IR sem cumprir promessa eleitoral de Bolsonaro
Imposto de renda

Governo finaliza reforma do IR sem cumprir promessa eleitoral de Bolsonaro