pernambuco

Pernambuco ganha fábrica na Mata Sul que vai gerar 250 empregos

O anúncio do novo empreendimento foi realizado nesta quinta-feira (24), pelo governador Paulo Câmara

O anúncio do novo empreendimento foi realizado nesta quinta-feira (24) pelo governador Paulo CâmaraO anúncio do novo empreendimento foi realizado nesta quinta-feira (24) pelo governador Paulo Câmara - Foto: Ivison Gambarra

Foi anunciada, nesta quinta-feira (24), a instalação de uma fábrica de estofados no município de Escada, na Zona da Mata Sul do Estado. Serão investidos R$ 20 milhões na Orion Fabricação de Estofados, do Grupo Umaflex, e serão gerados cerca de 250 empregos diretos.

Segundo o anúncio, realizado pelo governador Paulo Câmara, no Palácio do Campo das Princesas, a empresa planeja iniciar as obras em outubro e inaugurar a planta, que ficará em uma área de seis hectares, na BR-101 Sul, Km 125, em setembro de 2021.

“Recebi hoje os representantes da empresa Orion, que vão implantar uma unidade industrial em Escada, na área de colchões, estofados e espumas. Vamos gerar emprego e renda em um momento tão difícil para o mundo. Pernambuco, com seu planejamento, mão de obra qualificada e credibilidade, busca atrair investimentos. Temos conseguido êxito e ajudado Pernambuco a voltar  ao crescimento sustentável. Um crescimento que a pandemia impediu que seja mais rápido, mas que agora  a gente está tirando o atraso”, disse o governador Paulo Câmara.

A fábrica será construída no Polo Empresarial do município, equipamento gerenciado pela AD Diper dentro do direcionamento dado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico para atrair novas empresas. Como incentivo para a instalação, a empresa também receberá diferimento de até 85% do ICMS, podendo se estender até 2032, a partir do Proind - Programa de Estímulo à Indústria do Estado de Pernambuco, gerenciado pela Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Segundo a Orion, o novo empreendimento espera reduzir o custo logístico para outras praças do Nordeste, aumentando seu market share no Estado e em toda a região. De acordo com a direção, a intenção é iniciar a produção com 10 mil unidades/mês e, em um ano, dobrar para 20 mil unidades mensais.

Além do governador do Estado, também estavam presentes o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach; o diretor presidente da AD Diper, Roberto de Abreu e Lima; o diretor executivo do Grupo Umaflex, Walnei Xavier Ribeiro; e os representantes da empresa Luciano Kienen e Vantuir Regis dos Santos.

De acordo com Walnei Xavier, as condições oferecidas por Pernambuco foram determinantes para a decisão do grupo. “Percorremos todos os municípios que estavam dentro da intenção da gente e o fato de Escada ficar perto do Porto de Suape é favorável à exportação. Além disso, o município está bem centralizado, junto a rodovias, que facilitam o escoamento da produção”.

Veja também

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões
Economia

Resgates superam investimentos no Tesouro Direto em R$ 168,48 milhões

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores
Economia

CMN flexibiliza regras para crédito rural a pequenos produtores