A-A+

Economia

Pesquisa da CNI aponta queda no medo de perder emprego

PopulaçãoPopulação - Foto: Wilson Dias/ABR

A pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria) que acompanha o medo do brasileiro de perder o emprego, que chegou a 48% em maio do ano passado, após o início da pandemia, agora segue trajetória de queda.

O indicador, que tinha caído para 45% em julho de 2020 e 41% em abril deste ano, agora está em 36%.

Entre as mulheres, o receio do desemprego é maior (44%) do que entre os homens (29%).

Também é alto entre os que têm escolaridade e renda mais baixas, segundo a CNI. O patamar é de 55% para os brasileiros com renda familiar até um salário mínimo e 11% entre os que têm acima de cinco salários.

Para quem fez o ensino fundamental, o medo do desemprego atinge 45%, ante 29% dos com ensino superior.

O sentimento é mais forte no Nordeste (47%), seguido pelo Sudeste (35%), Norte e Centro-Oeste (30%) e Sul (27%), de acordo com a pesquisa, que ouviu 2 mil pessoas por telefone entre 12 e 16 de julho e tem margem de erro de dois pontos percentuais.

Veja também

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 7 milhões
Prêmio

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 7 milhões

Alta da Selic e incertezas ampliam vantagem da renda fixa
Investimentos

Alta da Selic e incertezas ampliam vantagem da renda fixa