Economia

Petrobras inicia processo para venda de refinarias

São as refinarias do Rio Grande do Sul (Refap), do Paraná (Repar), da Bahia (Rlam) e de Pernambuco (Rnest)

Refinaria Abreu e LimaRefinaria Abreu e Lima - Foto: Divulgação/Petrobras

A Petrobras anunciou na sexta-feira (28) a primeira fase do seu programa de venda de refinarias, com o qual pretende repassar metade da capacidade nacional de refino. Neste primeiro momento, foram colocadas à venda quatro unidades.

São as refinarias do Rio Grande do Sul (Refap), do Paraná (Repar), da Bahia (Rlam) e de Pernambuco (Rnest), processos que estavam mais adiantados, já que eram parte de um plano de venda de capacidade de refino do governo Michel Temer, que foi modificado e ampliado pela gestão Bolsonaro.

Com as quatro refinarias, a Petrobras quer transferir à iniciativa privada também 1.506 quilômetros de dutos e 12 terminais para transporte e armazenamento de petróleo e derivados. Cada unidade será vendida em conjunto com a infraestrutura que tem para movimentar os produtos.

Leia também:
Com lei do pente-fino, INSS vai destravar ações de ressarcimento em caso de feminicídio
Bolsonaro desistiu de mencionar Venezuela em discurso para 'não polemizar' com Putin



Ao todo, as quatro unidades têm capacidade para refinar 879 mil barris de petróleo por dia, o equivalente a 40% da capacidade nacional de refino.
A polêmica unidade de Pernambuco esteve no alvo da Lava Jato, que investigou o pagamento de propinas por empreiteiras responsáveis pelas obras.

Veja também

Brasileiros entram na rota de cruzeiros de alto luxo, com diárias de R$ 5 mil
LUXO

Brasileiros entram na rota de cruzeiros de alto luxo, com diárias de R$ 5 mil

Enauta e 3R fazem fusão de R$ 6 bi que cria segunda maior petrolífera do País, atrás só da Petrobras
NEGÓCIOS

Enauta e 3R fazem fusão de R$ 6 bi que cria segunda maior petrolífera do País, atrás só da Petrobras

Newsletter