Petrobras passa a alterar preço do gás de cozinha a cada 3 meses

O preço do botijão de gás de 13 kg, utilizado em residências, foi um dos vilões do orçamento dos brasileiros em 2017

Gás de cozinhaGás de cozinha - Foto: Arquivo/Agência Brasil

A Petrobras anunciou que vai alterar sua política de preços do gás de cozinha. Em vez de mudar os valores todo mês, a empresa passará a alterá-lo a cada três meses. O GLP residencial, comercializado em botijões, será reajustado observando novos critérios, passando por uma regra de transição. A partir desta sexta (19), o preço do GLP será reduzido em 5% nas refinarias.

"O objetivo, conforme já anunciado, foi suavizar os repasses da volatilidade dos preços ocorridos no mercado internacional para o preço doméstico", destacou a Petrobras em comunicado divulgado nesta quinta.

Leia também:
Após forte alta, Petrobras deve rever política de preços para gás de cozinha
Aumento de 4,5% no gás de cozinha passa a valer hoje

Segundo a empresa, o preço médio de GLP residencial sem tributos comercializado nas refinarias da Petrobras será equivalente a R$ 23,16 por botijão de 13kg a partir de sexta. O preço do botijão de gás de 13 kg, utilizado em residências, foi um dos vilões do orçamento dos brasileiros no ano passado.

Dois em cada três pessoas com mais de 16 anos (67%) avaliam que o gás de cozinha compromete muito o orçamento familiar, de acordo com pesquisa do Datafolha. O estudo ainda mostra que a maioria absoluta (86%) avalia que o preço subiu muito nos últimos seis meses.

Veja também

Sorteio da Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 27 milhões neste sábado
Loteria

Sorteio da Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 27 milhões neste sábado

Logística e tecnologia: aliados do novo comércio eletrônico
E-commerce

Logística e tecnologia: aliados do novo comércio eletrônico