Petrobras prorroga venda de participação na Petroquímica Suape

Venda está inserida no plano de desinvestimentos da estatal brasileira

Filme "O Mestre e o Divino"Filme "O Mestre e o Divino" - Foto: Divulgação

A Petrobras anunciou a prorrogação - por mais 30 dias - das negociações com a mexicana Alpek, que envolvem a venda de suas participações na Companhia Petroquímica de Pernambuco (Petroquímica Suape) e na Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe).

Segundo a nota da estatal brasileira, distribuída na noite desta terça-feira (27), a transação com a companhia mexicana “ainda está sujeita à negociação de seus termos e condições finais e à deliberação pelos órgãos competentes da Petrobras e da Alpek, bem como à aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica”.

A vendas das duas participações foi aprovada pela diretoria executiva da Petrobras no dia 28 de julho quando foi dada exclusividade para a Alpek para as negociações de compra pelo prazo de 60, agora prorrogado por mais 30 dias.

Venda de ativos


A venda está inserida no plano de desinvestimentos da estatal brasileira e que prevê a venda de ativos de US$ 19,5 bilhões, conforme o novo Plano de Negócios e Gestão da Petrobras 2017-2021, como forma de reduzir o seu endividamento e gerar caixa e continuar financiamento novos projetos e o desenvolvimento da produção sem aumentar ainda mais a alavancagem da companhia.

A Alpek é uma empresa mexicana de capital aberto e que atua no setor petroquímico, onde ocupa uma posição de liderança na produção de polímeros e filamentos de poliéster - matéria-prima para a produção de filamentos e tipos de fios para diferentes usos na indústria.

Veja também

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em março
FGTS

Caixa credita saque emergencial do FGTS para nascidos em março

Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano
Economia

Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano