Economia

Petróleo fecha com valores mais elevados em dois anos

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em maio subiu 3,9% a 69,36 dólares em Londres, um valor máximo desde abril de 2019

Plataforma de petróleoPlataforma de petróleo - Foto: reprodução

Os preços do petróleo alcançaram novos máximos em dois anos no fechamento desta sexta-feira (5), impulsionados pelo aumento menor do que o esperado da oferta dos principais produtores a partir de abril.

Assim, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em maio subiu  3,9% a 69,36 dólares em Londres, um valor máximo desde abril de 2019.

Enquanto isso, o barril de WTI para abril subiu 3,5% a 66,09 dólares em Nova York, seu maior nível no fechamento em 22 meses.

Desde 1º de janeiro, os dois contratos de referência subiram cerca de 35%.

Os membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados na Opep+ adotaram nesta quinta-feira uma postura prudente apesar do retorno dos bons preços e mantiveram seus cortes na produção.

A Opep+ aceitou que Rússia e Cazaquistão aumentassem sua produção em 150.000 barris diários em abril, o que significa um leve aumento do suprimento global da aliança.

No total, a aliança acordou, então, deixar debaixo da terra cerca de sete milhões de barris diários em março. 

Veja também

Brasil recua no ranking global dos países com maior PIB per capita em 2020
Economia

Brasil recua no ranking global dos países com maior PIB per capita em 2020

Com piora da pandemia, bancos traçam cenário mais pessimista para a economia
Economia

Com piora da pandemia, bancos traçam cenário mais pessimista para a economia