Petróleo

Petróleo tem leve avanço após relatório de reservas nos EUA

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em abril subiu 0,77%, para 83,67 dólares

PetróleoPetróleo - Foto: Wirestock /Freepik

Os preços do petróleo avançaram ligeiramente nesta quinta-feira (22) após o relatório de reservas comerciais dos Estados Unidos, que indicou um aumento menos significativo do que na semana passada, em plena temporada de manutenção das refinarias.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em abril subiu 0,77%, para 83,67 dólares. Enquanto o West Texas Intermediate (WTI) para o mesmo mês ganhou 0,89% e foi a 78,61 dólares.

As reservas comerciais de petróleo aumentaram conforme o esperado na semana passada nos Estados Unidos, de acordo com a Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA).

Na semana encerrada em 16 de fevereiro, as reservas de petróleo bruto cresceram em 3,5 milhões de barris (mb), próximo ao que os analistas esperavam.

Já as reservas de gasolina diminuíram em 300.000 barris, menos do que o previsto pelos analistas, que esperavam uma redução de 2,6 mb.

Muito petróleo está em estoque e não refinado devido ao período anual de manutenção das refinarias.

A taxa de atividade dessas instalações permanece baixa, em 80,6%, igual à semana anterior, quando as reservas subiram 12 mb.

Para Matt Smith, da Kpler, "quando as refinarias têm uma atividade tão baixa e a manutenção continua, não é incomum ver as reservas de produtos destilados caírem" por falta de processamento de petróleo.

"Ao mesmo tempo, não é surpreendente ver as reservas de petróleo bruto aumentarem", acrescentou o analista.

A alta dos preços nesta quinta-feira "também se explica pelos riscos geopolíticos, que estabelecem um limite para qualquer queda” nos barris de referência", completou.

Veja também

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro
internet

Senacon notifica sites de e-commerce por venda de dióxido de cloro

Apostador do Rio de Janeiro acerta sozinho a Mega-Sena
loterias

Apostador do Rio de Janeiro acerta sozinho a Mega-Sena

Newsletter