Pina tem metro quadrado mais caro

O bairro é hoje o mais valorizado do Recife, com o m² para a venda custando R$?8.929, enquanto valor médio é de R$ 6.228

Maria Selme confirma a valorização do seu imóvel no PinaMaria Selme confirma a valorização do seu imóvel no Pina - Foto: Ed Machado

Pina, Jaqueira, Graças, Tamarineira, Rosarinho e Poço da Panela são alguns dos bairros mais caros para se morar em Recife. Curiosamente, Boa Viagem só parece na sétima colocação, mostrando que vem perdendo protagonismo na medida em que novos bairros são descobertos pelo mercado imobiliário. Historicamente, morar ou ser proprietário de um imóvel em BV era sinônimo de status. Agora, o Pina se recoloca pela proximidade da avenida à beira-mar mais importante do Estado, pela infraestrutura desenvolvida recentemente e por ser elo entre as zonas Norte e Sul da Cidade. Tudo a um preço salgado: R$ 8.929, o metro quadrado (m²).

De acordo com a analista de Inteligência de Mercado da VivaReal, Aline Borbalan, "toda e qualquer cidade tem um centro degradado, construções mais antigas e, naturalmente, outras regiões começam a se sobressair. É o caso do Pina", afirma. Segundo ela, há três anos, o bairro vem se destacando por meio da ascensão do preço nominal médio do m². A título de comparação, Recife atingiu a média de R$ 6.228 em abril de 2017, valorização nominal de 3,79% em comparação com abril de 2016. Apesar da valorização, o comportamento é diferente do Pina, que está com preço nominal médio 43,36% acima da média local. Os dados são da DMI VivaReal.

O ranking do aluguel apresenta quase o mesmo comportamento das vendas. O preço nominal médio do m² para aluguel em Recife atingiu R$ 25,71 em abril de 2017, alta de 5,19% em comparação com o mesmo período de 2016, quando registrou R$ 24,44. Pina, mais uma vez, aparece no topo da lista, com R$ 36,18. Ele está 40,72% acima da média. Boa Viagem aparece na vice-liderança, com R$ 32,07.

Presidente do Sindicatos da Habitação de Pernambuco, Elísio Cruz Júnior acredita que a mudança se deve a particularidades do bairro. "No Pina, as habitaçõess estão aglutinadas nos trechos da beira-mar, na Rua Capitão Ribelinho e próximo ao RioMar. Boa Viagem, por outro lado, é maior e populoso, o que influencia no cálculo", analisa. Outro fator considerado por Cruz é o fato de os apartamentos do Pina serem mais novos, valorizando a localidade.

A funcionária pública Maria Selme de Andrade é a prova de que a situação do bairro não é mera especulação imobiliária. "Comprei meu apartamento no fim de 2005, mas só fui morar nele em 2007. Constantemente sou abordada com proposta de venda e respondo que não. O que percebo é que, no dia que eu quiser me desfazer dele, não vai ser difícil", conclui. Quando foi morar na, agora, área nobre da Zona Sul, Selme desembolsou R$ 104 mil pelo apartamento. Atualmente, o mesmo está avaliado em R$ 370 mil.

Veja também

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano
VEÍCULOS

Novo Taos chega ao Brasil no segundo trimestre deste ano

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo
Tecnologia e Games

Redes sociais chegam a 4 bilhões de usuários pelo mundo