Planeje melhor sua carreira

Recolocação no mercado exige metas traçadas no papel e atenção em cursos de qualificação

André Campelo e Olga Lucena, da Junior Achievement, sugerem a capacitação como meio de se recolocar no mercado André Campelo e Olga Lucena, da Junior Achievement, sugerem a capacitação como meio de se recolocar no mercado  - Foto: Ed Machado

A pergunta mais comum de quem perdeu o emprego é saber quanto tempo levará para voltar logo ao mercado de trabalho a tempo de não acumular dívidas. Esse momento de incertezas pode ser também o mais certeiro para planejar melhor o futuro de olho numa carreira ainda mais sólida e próspera. A chamada recolocação é o caminho de quem acumula diferentes experiências e tem a chance de focar naquela que melhor se relaciona. 
Segundo o consultor da ONG Junior Achievement, André Campelo, ter objetivos é essencial, mas não funciona sem uma definição clara de metas. “É colocar no papel o que você se propõe exatamente a fazer em determinado espaço de tempo, mesmo curto. Se você quer focar numa área que exija inglês fluente, por exemplo, indique em seu planejamento quando se dedicará a um curso de idiomas”, diz ele com a expertise de quem trabalha levando empreendedorismo a jovens de várias idades. A recolocação vai depender da perseverança e da preparação do candidato à vaga, a fim de não ser mais um entre as opções do mercado.
A gerente de projetos Olga Lucena também faz parte da Junior Achievement e orienta o profissional a fazer algumas perguntas na hora de escolher seus caminhos de atuação. “Questione quais são suas verdadeiras habilidades e quais você precisa desenvolver. Naquilo que entender como carência deve ser logo aprimorada, seja num curso complementar ou de reciclagem”, sugere. Além disso, ela indica manter o bom relacionamento com amigos e conhecidos do antigo emprego, pois essas pessoas formam o network necessário para futuras oportunidades. Quem já tem alguns anos de estrada, a dica é ficar atento às novidades na função. “A área de tecnologia continua sendo a mais promissora e ainda influenciando as demais. É bom estar aberto a essas modificações e se tornar um profissional estratégico”, argumenta Campelo.

Veja também

Fala de fundadora do Nubank sobre negros mostra incompreensão, dizem especialistas
economia

Fala de fundadora do Nubank sobre negros mostra incompreensão, dizem especialistas

STF inicia julgamento sobre ICMS de gás importado da Bolívia
economia

STF inicia julgamento sobre ICMS de gás importado da Bolívia