Sustentabilidade

Plano Nordeste Potência: programa quer trazer propostas de crescimento verde na Região

O plano foi apresentado para o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e a secretária estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Inamara Melo

Foto: Aluisio Moreira/SEI

Nesta terça-feira (26), o Centro Brasil no Clima (CBC), Fundo Casa Socioambiental, Grupo Ambientalista da Bahia e Instituto Climainfo, com apoio do Instituto Clima e Sociedade, lançaram o “Plano Nordeste Potência - Mais emprego, Mais água, Mais energia para o Brasil”, que tem o intuito de trazer novas propostas de crescimento verde na região Nordeste, baseado em energias renováveis e a recuperação da bacia do Rio São Francisco.

O documento possui cinco eixos prioritários, e foi apresentado ao governador de Pernambuco, Paulo Câmara, que é o atual presidente do Consórcio Nordeste, com recomendações para entes públicos e setor privado, com o objetivo de ajudar no desenvolvimento da região. 

“Na condição de governador de Pernambuco e presidente do Consórcio Nordeste, garanto que o documento reforça o que já fazemos. São iniciativas verdes de inclusão participativa, que protegem o meio ambiente, fornecem água e energia limpa e têm capacidade de gerar emprego e renda. A população apoia o crescimento de indústrias preocupadas com essa questão e é isso que seguiremos estimulando”, destacou Paulo Câmara.

Os cinco eixos em que o Plano Nordeste está dividido são: gestão pública direta, capacitação de mão de obra, participação social, geração distribuída e revitalização da bacia do rio São Francisco. De acordo com o diretor do Instituto Climainfo, Delcio Rodrigues, as várias linhas de ação do plano têm a intenção de trazer benefícios para a população nordestina, gerando oportunidades e gerando cerca de dois milhões de empregos para os próximos anos.

Além disso, Inamara Melo, secretária estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, também recebeu o plano, e deixou claro como é importante elaborar uma ação entre todos os estados do Nordeste, fortalecendo a legislação, os procedimentos e as normas de proteção ambiental. “Precisamos preparar os estados para o crescimento exponencial da matriz energética renovável e, aqui em Pernambuco, cumprindo o compromisso de neutralidade de carbono até 2050, em busca de minimizar impactos”, reforçou.

Também participaram do encontro, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife, os presidentes da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Djalma Paes, e da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe), Roberto Abreu; o consultor especial do Centro Brasil no Clima, Sérgio Xavier; e Aurélio Souza, do Instituto Climainfo.

Veja também

OAB Pernambuco lança Banco de Talentos com vagas de emprego já disponíveis
Concursos e Empregos

OAB Pernambuco lança Banco de Talentos com vagas de emprego já disponíveis

Caminhoneiros começam a receber benefício emergencial nesta terça (9)
Auxílio

Caminhoneiros começam a receber benefício emergencial nesta terça (9)