Economia

Plataforma calcula taxas e impostos

O sistema criado pela Atma facilita a vida das empresas que operam no mercado digital e aponta a tributação correta dos produtos em cada região do País

Segundo Fernando Barros, um erro de cálculo pode comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado.  “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, explica eleSegundo Fernando Barros, um erro de cálculo pode comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado. “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, explica ele - Foto: Divulgação

No comércio business-to-business (B2B), ou seja, entre empresas, os preços das mercadorias variam por estado em decorrência dos diferentes tributos. A complexidade do cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações interestaduais, especialmente no regime de substituição tributária, pode levar o fornecedor a não precificar os produtos da forma adequada e, dessa forma, a reduzir seu próprio lucro ou perder clientes. Para auxiliar as empresas nessa tarefa, a consultoria Atma desenvolveu uma plataforma digital de e-commerce que calcula a tributação correta das mercadorias para cada região do País.

A Atma se encarrega da construção do site que multiplica e exibe os preços finais automaticamente. “A ferramenta serve para empresas distribuidoras, indústrias, importadores e todo mundo que vende para outras empresas”, explica Fernando Barros, CEO da Atma. “Quando um distribuidor do Rio de Janeiro vende um produto para o Rio, ele vai ser comprado a R$ 1.155. Se o distribuidor vender para Pernambuco, esse mesmo produto sai a R$ 911,57”, exemplifica.

De acordo com Barros, um erro nesse cálculo poderia comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado, que já é pequeno. “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, diz. A plataforma da Atma inova ao fazer os cálculos automaticamente, por meio de algoritmos desenvolvidos pela consultoria.

O sistema de substituição tributária do ICMS é, na visão do CEO, uma dificuldade maior para o empreendedor brasileiro. “Na tentativa de arrecadar mais imposto para que não ocorra sonegação, o governo acabou criando um verdadeiro monstro. Desde a pequena empresa, que está no Simples Nacional, até as grandes distribuidoras têm dificuldades. Elas foram enxugando e hoje o que temos são vários distribuidores regionais. As operações entre os estados ficaram muito mais complexas e difíceis”, opina.

A Atma atende 20 clientes de 14 países, como os Estados Unidos. No momento, a empresa busca parceiros que possam abrir canais para entender o modelo de negocio de diferentes segmentos.

Substituição tributária
Advogado tributarista da Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomércio-PE), Luís Rodrigues explica que o ICMS foi criado para facilitar o controle dos tributos por parte do Estado. “Há o ICMS normal, da alíquota normal, e o ICMS substituição tributária, onde, na operação interestadual, o industrial assume a condição de recolher o ICMS do comércio”, detalha. “É como se fosse uma previsão da margem de lucro. A indústria cobra do destinatário e recolhe para o Estado. É um mecanismo que a administração tributária inventou para ter uma garantia de que pelo menos quem fornece o produto é responsável pelo recolhimento de imposto.”

Veja também

Ford anuncia venda da fábrica de Taubaté
Negócios

Ford anuncia venda da fábrica de Taubaté

Safra de café 2022 pode chegar a 53,4 milhões de sacas
Economia

Safra de café 2022 pode chegar a 53,4 milhões de sacas