Plataforma calcula taxas e impostos

O sistema criado pela Atma facilita a vida das empresas que operam no mercado digital e aponta a tributação correta dos produtos em cada região do País

Segundo Fernando Barros, um erro de cálculo pode comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado.  “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, explica eleSegundo Fernando Barros, um erro de cálculo pode comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado. “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, explica ele - Foto: Divulgação

No comércio business-to-business (B2B), ou seja, entre empresas, os preços das mercadorias variam por estado em decorrência dos diferentes tributos. A complexidade do cálculo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações interestaduais, especialmente no regime de substituição tributária, pode levar o fornecedor a não precificar os produtos da forma adequada e, dessa forma, a reduzir seu próprio lucro ou perder clientes. Para auxiliar as empresas nessa tarefa, a consultoria Atma desenvolveu uma plataforma digital de e-commerce que calcula a tributação correta das mercadorias para cada região do País.

A Atma se encarrega da construção do site que multiplica e exibe os preços finais automaticamente. “A ferramenta serve para empresas distribuidoras, indústrias, importadores e todo mundo que vende para outras empresas”, explica Fernando Barros, CEO da Atma. “Quando um distribuidor do Rio de Janeiro vende um produto para o Rio, ele vai ser comprado a R$ 1.155. Se o distribuidor vender para Pernambuco, esse mesmo produto sai a R$ 911,57”, exemplifica.

De acordo com Barros, um erro nesse cálculo poderia comprometer gravemente o lucro das empresas do setor de atacado, que já é pequeno. “O lucro médio dessas distribuidoras gira em torno de 7% do faturamento”, diz. A plataforma da Atma inova ao fazer os cálculos automaticamente, por meio de algoritmos desenvolvidos pela consultoria.

O sistema de substituição tributária do ICMS é, na visão do CEO, uma dificuldade maior para o empreendedor brasileiro. “Na tentativa de arrecadar mais imposto para que não ocorra sonegação, o governo acabou criando um verdadeiro monstro. Desde a pequena empresa, que está no Simples Nacional, até as grandes distribuidoras têm dificuldades. Elas foram enxugando e hoje o que temos são vários distribuidores regionais. As operações entre os estados ficaram muito mais complexas e difíceis”, opina.

A Atma atende 20 clientes de 14 países, como os Estados Unidos. No momento, a empresa busca parceiros que possam abrir canais para entender o modelo de negocio de diferentes segmentos.

Substituição tributária
Advogado tributarista da Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomércio-PE), Luís Rodrigues explica que o ICMS foi criado para facilitar o controle dos tributos por parte do Estado. “Há o ICMS normal, da alíquota normal, e o ICMS substituição tributária, onde, na operação interestadual, o industrial assume a condição de recolher o ICMS do comércio”, detalha. “É como se fosse uma previsão da margem de lucro. A indústria cobra do destinatário e recolhe para o Estado. É um mecanismo que a administração tributária inventou para ter uma garantia de que pelo menos quem fornece o produto é responsável pelo recolhimento de imposto.”

Veja também

Grupo farmacêutico Roche anuncia fechamento de fábrica no Brasil
Medicamentos

Grupo farmacêutico Roche anuncia fechamento de fábrica no Brasil

Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
Loteria

Apostador de Fortaleza acerta os seis números da Mega-Sena