Polo de Confecções de Pernambuco produz EPIs para auxiliar no combate ao novo coronavírus

A produção acontece em Santa Cruz do Capibaribe e cada costureiro produz cerca de mil máscaras por dia

Polo de Confecções do AgrestePolo de Confecções do Agreste - Foto: Divulgação

O Polo de Confecções de Pernambuco, liderado pelos municípios de Toritama, Santa Cruz do Capibaribe e Caruaru, no Agreste do Estado, está produzindo Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que serão distribuídos aos profissionais de saúde para auxiliar no combate ao novo coronavírus.

O Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções em Pernambuco (NTCPE) desenvolveu um caderno técnico com protótipos de equipamentos de proteção, como batas e máscaras e começou a produção desde a semana passada. Diariamente cada costureiro consegue produzir em média mil máscaras.

Leia também:
Hospital Mestre Vitalino concentrará atendimentos da Covid-19 no Agreste
Movimento Pró-Criança confecciona EPI's para auxiliar na luta contra a Covid-19

A iniciativa conta com o apoio financeiro de empresários que doam o material necessário para a confecção dos EPIs. De acordo com a deputada estadual Alessandra Vieira (PSDB), responsável por protocolar o pedido que garante a produção dos equipamentos no Polo de Confecções, milhares de pedidos são feitos diariamente por empresas de setores privados, prefeituras da região e até pelo Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com a deputada, a confecção acontece de maneira massiva no polo de Santa Cruz de Capibaribe, mas será ampliada para os municípios de Caruaru e Toritama ainda este mês.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

 

Veja também

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp
Economia

Magazine Luiza compra empresas em série para criar superapp

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto
Impostos

Sonegação em combustíveis chega a R$ 14 bilhões por ano, diz instituto