Postos do Recife já aplicam aumento da gasolina

Aumento ocasionado por anúncio da Petrobras também causou insatisfação no consumidor recifense

Postos de Gasolina no Recife já aplicaram aumento de gasolina em abrilPostos de Gasolina no Recife já aplicaram aumento de gasolina em abril - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Os postos do Recife já aplicaram o aumento de 3,5% da gasolina, anunciado na noite da segunda-feira pela Petrobras. O reajuste é o maior do ano e implica em uma alta de R$ 0,07 no litro do combustível nas refinarias da estatal. Por isso, fez o preço da gasolina disparar na capital pernambucana. Em alguns postos, já é possível encontrar o litro por R$ 4,50.

Os preços foram reajustados já no início da manhã de ontem no Recife. Por isso, a maior parte dos postos passou a cobrar valores superiores a R$ 4,45 pelo litro do combustível. Em um posto na Avenida Conselheiro Aguiar, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, a gasolina comum saia por R$ 4,49 em dinheiro e por R$ 4,74 no cartão.

Leia também
Petrobras prepara venda da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras aprova programa de demissão voluntária com estimativa de 4 mil adesões

Já a aditivada saia por R$ 4,70. Até na Avenida São Miguel, em Afogados, onde os preços costumam ser menores, a gasolina era encontrada por R$ 4,45 - valor bem diferente do registrado na semana anterior. Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), antes do reajuste, o valor de venda do litro da gasolina variava entre R$ 4,199 e R$ 4,49, com a maioria girando em torno dos R$ 4,399, no Recife.

O reajuste, portanto, desagradou os consumidores. “A gente já não sabe se procura o posto mais barato ou se coloca no primeiro posto que encontra. Parei porque todos estão cobrando quase R$ 4,60 e vi um que estava mudando o preço para R$ 4,69. É um absurdo”, comentou o executivo Nilvio Rocha. “Está caro e alguns postos não têm gasolina comum. Isso preocupa por conta de uma possível paralisação dos caminhoneiros”, reforça o coordenador logístico Rodrigo Santos.

Presidente do Sindicombustíveis-PE, Alfredo Ramos lembrou que o mercado é livre e que "cada dono de posto pratica o preço que julgar apropriado, e sindicato não interfere nessa precificação". O repasse do reajuste depende de variáveis como impostos e margens de lucros de postos e distribuidoras, pois a gasolina vendida pela Petrobras representa 32% do preço final do combustível. Ramos lembra, então, que os pernambucanos podem apostar no etanol, que tem preços mais atrativos que a gasolina, na hora de abastecer.

Reajuste
Este já é o terceiro aumento da gasolina em abril. Por isso, em 2019, o preço do combustível nas refinarias da Petrobras já acumula alta de 35,5%. Nos postos, porém, a alta é menor, de 3,7%, segundo a ANP.

Veja também

Civilização corre risco com tensões provocadas pela Covid-19, diz Putin
Davos

Civilização corre risco com tensões provocadas pela Covid-19, diz Putin

Seja sócio de empresas globais e reduza o risco geográfico de seus investimentos
Folha Finanças

Seja sócio de empresas globais e reduza o risco geográfico de seus investimentos