Economia

PPP de saneamento terá obras serão retomadas

Obra do sistema de São Lourenço, por exemplo, que já era para ter sido finalizada, foi retomada. Este ano, foram investidos R$ 203 milhões

Ex-diretor do Inpe, Ricardo GalvãoEx-diretor do Inpe, Ricardo Galvão - Foto: Divulgação

O ano de 2017 também será decisivo para o Programa Cidade Saneada - Parceria Público Privada para saneamento da Região Metropolitana do Recife. De acordo com o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, além da revisão do projeto, obras como a do sistema Jardim São Paulo, entre outras, serão iniciadas. A obra do sistema de São Lourenço, por exemplo, que já era para ter sido finalizada, foi retomada. Este ano, foram investidos R$ 203 milhões.

Leia mais:
Compesa lança projeto em Olinda
Adutora do Agreste é prioridade em 2017


“Um problema foi que as obras públicas atrasaram por falta de repasse e o outro foi a própria empresa, a Odebrecht (investigada na Lava Jato)”, explicou. “Vamos ter que repactuar as metas, porque tivemos um pedido via Tribunal de Contas do Estado (TCE)”, frisou Tavares. A intenção é pôr fim ao desequilíbrio econômico gerado pelo atraso das obras, o qual poderia render um lucro indevido de R$ 34,6 milhões à Odebrecht Ambiental. Diante disso, há dois meses, o TCE pediu que o Programa passasse por uma revisão. As mudanças, contudo, ainda não foram aplicadas. Por isso, o tribunal reforçou o pedido semana passada enviando um alerta de responsabilização para a Compesa.

Veja também

Secretária de Energia dos EUA descarta importação de petróleo venezuelano
Economia

Secretária de Energia dos EUA descarta importação de petróleo venezuelano

Bolsonaro se reunirá con Elon Musk em São Paulo
Encontro

Bolsonaro se reunirá con Elon Musk em São Paulo