Preço do ouro bate recorde em seis anos devido à crise no Oriente Médio

Na sexta-feira, o preço já havia disparado 1,5% após o assassinato no Iraque do general iraniano Qassem Soleimani

Barras de ouroBarras de ouro - Foto: Reprodução/Pixabay

O ouro, um valor de refúgio em períodos de incerteza política e financeira, atingiu seu preço mais alto nesta segunda-feira desde meados de 2013, em um contexto de tensões no Oriente Médio.

Na sexta-feira, o preço já havia disparado 1,5% após o assassinato no Iraque do general iraniano Qassem Soleimani e nesta segunda-feira continuou a subir até atingir US$ 1.588,13 a onça, seu nível mais alto desde abril de 2013.

"Em períodos de incerteza política e financeira, não há nada melhor do que comprar ouro e, embora os dados pareçam mostrar compras excessivas, a tendência pode continuar enquanto a incerteza permanecer alta", disse Husein Sayed, analista da FXTM.

Leia também:
Petróleo dispara após morte de general iraniano no Iraque
Em rede social, ministro iraniano acusa EUA de terrorismo e autoridades falam em vingança
Trump ameaça atingir 52 alvos iranianos 

O parlamento iraquiano pediu ao governo no domingo "que acabe com a presença de tropas estrangeiras" no país durante uma sessão extraordinária. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, respondeu ameaçando com sanções "muito fortes" se os soldados americanos forem forçados a deixar o país.

Veja também

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março
Economia

Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio para nascidos em março

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de  R$ 7 milhões
Loterias

Mega-Sena: um apostador ganha o prêmio de R$ 7 milhões