ECONOMIA

Preços de produtos na saída das fábricas sobem 1,18% em janeiro

IPP acumula taxa de inflação de 25,51% em 12 meses

Foto: José Paulo Lacerda / CNI

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a variação de preços de produtos na saída das fábricas, registrou inflação de 1,18% em janeiro deste ano. Em dezembro de 2021, o IPP havia apurado deflação (queda de preços) de 0,08%.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPP acumula taxa de inflação de 25,51% em 12 meses, abaixo da inflação acumulada em dezembro (28,45%).

Em janeiro, 18 das 24 atividades industriais pesquisadas tiveram alta de preços, com destaque para indústrias extrativas (9,54%), petróleo e biocombustíveis (2,26%) e veículos automotores (2,27%).

Vestuário não teve variação de preços. Entre os cinco segmentos com deflação, o destaque ficou com metalurgia (-1,48%).

Analisando-se as quatro grandes categorias econômicas da indústria, três delas tiveram inflação: bens de capital, isto é, máquinas e equipamentos usados no setor produtivo (2,56%); bens intermediários, isto é, insumos industrializados usados no setor produtivo (1,73%) e bens de consumo duráveis (1,20%). Bens de consumo semiduráveis e não duráveis tiveram deflação de 0,27%.

Veja também

STF começa nesta sexta (22) julgamento sobre vínculo empregatício entre Uber e motoristas. Entenda
TRABALHO

STF começa nesta sexta (22) julgamento sobre vínculo empregatício entre Uber e motoristas. Entenda

INSS começa a pagar os benefícios de fevereiro para quem ganha um salário mínimo nesta sexta (23)
DINHEIRO

INSS começa a pagar os benefícios de fevereiro para quem ganha um salário mínimo nesta sexta (23)