Prefeitura do Recife anuncia novo corte de despesas de R$ 50 milhões

Com esse anúncio, até o fim do ano, a PCR vai reduzir em R$ 230 milhões as despesas correntes para investir no enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade

Secretário de Finanças Ricardo Dantas disse que os recursos federais são insuficientesSecretário de Finanças Ricardo Dantas disse que os recursos federais são insuficientes - Foto: Rafael Furtado / Folha de Pernambuco

A Prefeitura do Recife anunciou, na tarde desta quinta (16), corte de R$ 50 milhões nas suas despesas correntes para investimento nas ações de enfrentamento a Covid-19. Com esse novo corte, complementar aos R$ 180 milhões anunciados no último dia 2, somam-se R$ 230 milhões em redução de custos das despesas internas do município até o fim deste ano.

O esforço, segundo a Secretaria de Finanças, visa a economizar ainda mais despesas diante do cenário de queda da arrecadação do Executivo municipal para, dessa forma, dá continuidade aos investimentos de criação de leitos e medidas de assistência social para os recifenses durante a pandemia do Covid-19.

Leia também:
PCR antecipa abertura de hospital para tratamento à Covid-19
PCR anuncia corte de gastos de R$ 180 milhões para criar leitos

“Neste novo corte, estamos revisitando contrato a contrato, junto com a Controladoria do município, de planejamento, olhar no detalhe o que pode ser absorvido pelas secretarias que já contribuíram e voltam a olhar para dentro de suas despesas. Repactuando seus contratos e fazendo a gestão para que a gente possa anunciar mais R$ 50 milhões que se somam aos anteriores”, revelou o secretário de Finanças do Recife, Ricardo Dantas.

De acordo com ele, de recursos próprios, a Prefeitura do Recife projeta R$500 milhões nas despesas para contratação de profissionais, aquisição de equipamentos e insumos necessários para que toda a estrutura montada de enfrentamento da pandemia possa funcionar. “Temos olhar cada vez mais para dentro e ver o que é possível cortar, uma vez que a ajuda que veio do Governo Federal somou R$ 25,5 milhões, 5% do volume total de investimentos adicionais feitos pela prefeitura para mitigação da pandemia. Como essa conta não fecha, estamos olhando linha a linha de cada contrato e vendo como podemos cortar ainda mais as nossas despesas”, complementou Dantas.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Secretários de Fazenda apelam ao Congresso pela prorrogação do auxílio emergencial
Benefício

Secretários de Fazenda apelam ao Congresso pela prorrogação do auxílio emergencial

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão
Restrições

Lojas e restaurantes de São Paulo dizem que novas restrições levarão a mais demissão