Prêmio MasterCana mantém o foco na produção sustentável

Representantes do setor sucroenergético serão homenageados, amanhã, na 13ª edição do Prêmio MasterCana Norte/Nordeste

Cana de açúcarCana de açúcar - Foto: Folha de Pernambuco/Arquivo

Regiões importantes para geração de empregos no setor da cana de açúcar, o Norte e o Nordeste promovem renda para milhares de pessoas envolvidas na cultura canavieira. Neste contexto, representantes e empresas do segmento têm buscado práticas cada vez mais sustentáveis, seja do ponto de vista ambiental, financeiro ou de pessoas, para garantir o melhor funcionamento dessa cadeia produtiva. Um importante exemplo dessa busca pela sustentabilidade é a execução das ações previstas no RenovaBio, programa criado para incentivar a produção e o consumo de biocombustíveis, a exemplo do etanol.

Em meio ao cenário de criação dessas práticas, usinas, entidades, cooperativas, autoridades e personalidades serão homenageadas pelo trabalho em defesa dos diversos pilares da sustentabilidade no setor sucroenergético. Em sua 13ª edição, o Prêmio MasterCana Norte/Nordeste será entregue nesta quinta-feira (6) à noite, em evento que será realizado no Spettus Steak House, em Boa Viagem. Na solenidade, serão entregues 35 troféus para empresas e personalidades do setor.

De acordo com o presidente do grupo ProCana Brasil e organizador do evento, Josias Messias, o prêmio tem grande envolvimento com a sustentabilidade. “A manutenção dessa atividade tem relação, em grande parte, direta com as práticas sustentáveis. Isso garante que o setor seja devidamente remunerado, que agregue valor às pessoas e que reduza a poluição no meio ambiente. Nenhuma empresa sobrevive muito tempo sem práticas sustentáveis”, destacou Messias.

Leia também:
MasterCana vai premiar setor sucroenergético
Venda direta de etanol perto de ser liberada


A partir disso, o prêmio estimula outros agentes da cadeia a adotarem essas ações. “O objetivo da premiação é dar visibilidade, em diversas categorias, a exemplos da atuação agrícola, da área industrial, bioeletricidade e irrigação. É um momento de celebração do setor para dar destaque aos que lutam pela cultura canavieira”, disse Messias. Além disso, representantes do poder público também serão homenageados pela atuação em defesa do setor. “Temos uma carência de políticas públicas, então vamos destacar os deputados federais e secretários de Estado que dão visibilidade ao trabalho sucroenergético”, complementou o organizador do evento.

Entre as empresas que vão receber a homenagem pelas práticas no setor estão a Usina Cucaú, de Pernambuco, e a Usina Utinga, de Alagoas, ambas do Grupo EQM, presidido pelo empresário Eduardo de Queiroz Monteiro. No evento, estarão presentes os grupos que representam cerca de 50% da produção de cana de açúcar do Norte/Nordeste. Além de Pernambuco, os estados de Alagoas, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte serão representados por empresário do setor durante a premiação.

Veja também

Nova meta do governo prevê fibra ótica em 99% da cidades brasileiras
Tecnologia

Nova meta do governo prevê fibra ótica em 99% da cidades brasileiras

Dólar volta a R$ 5,40 com tensões no mercado externo
Câmbio

Dólar volta a R$ 5,40 com tensões no mercado externo