Presidente do BNDES é alvo de operação da PF sobre fundo dos Correios

Há suspeita, segundo a PF, de que uma organização criminosa estaria desviando recursos do fundo Postalis

Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDESPaulo Rabello de Castro, presidente do BNDES - Foto: Tânia Rego/ABr/arquivo

O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, é um dos alvos da operação da Polícia Federal sobre prejuízos sofridos pelo fundo de pensão dos Correios, o Postalis. Ele foi alvo de condução coercitiva para depor.

Rabello de Castro é dono da agência de classificação de risco SR Rating, da qual se afastou após assumir o cargo atual. A empresa foi contratada pelo Postalis para fazer avaliação econômica e financeira de negócios agora considerados suspeitos.

Leia também:
PF deflagra operação em 4 Estados contra fraudes no Postalis
Caixa suspende empréstimos a Estados e BC revisará normas bancárias
BNDES confirma pedido ao Banco Central para emitir Letras de Crédito Imobiliário


Ele foi signatário de relatórios que embasaram decisões de investimentos, segundo investigadores. A PF investiga operações financeiras realizadas pelo Postalis. Há suspeita, segundo a PF, de que uma organização criminosa estaria desviando recursos do fundo.


Veja também

Governo dá início a processo de fusão entre Valec e EPL
economia

Governo dá início a processo de fusão entre Valec e EPL

Rio tenta adiar julgamento sobre royalties do petróleo no STF
petroleo

Rio tenta adiar julgamento sobre royalties do petróleo no STF