A-A+

Presidente do JPMorgan elogia solidez do sistema financeiro americano

Dez anos depois do colapso do Lehman Brothers, que levou a uma crise financeira global, Jamie Dimon, afirmou neste domingo (16) que o sistema bancário americano recuperou a saúde plena

Jamie DimonJamie Dimon - Foto: Eric Piermont/AFP

O presidente do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, afirmou neste domingo (16) que o sistema bancário americano recuperou a saúde plena, dez anos depois do colapso do Lehman Brothers, que levou a uma crise financeira global. Dimon disse à rede ABC que o presidente americano Donald Trump, com quem trocou críticas nesta semana, merece uma "nota muito boa" pela forma como conduz a economia do país. "O sistema bancário é muito, muito, muito saudável. E os reguladores estão de parabéns porque (o colapso de) Lehman não aconteceria agora", disse.

Leia também:
Dólar reverte alta e termina semana cotado a R$ 4,16
Mercado reduz estimativa de inflação e crescimento da economia


Lehman Brothers, um respeitado banco de investimentos de Wall Street, se declarou em quebra em 15 de setembro de 2008, em meio a uma crise de liquidez pelo crescente default de créditos imobiliários de risco (subprimes), resultando a uma queda dos mercados que colocou em risco o sistema financeiro global. "Outra recessão ocorrerá algum dia, mas não virá do sistema bancário. Provavelmente se tratará de outra coisa", acrescentou.

Dimon, que já estava em seu cargo atual em 2008, destacou que "nem todos os bancos precisavam" das milionárias ajudas governamentais destinadas a salvar o setor, enquanto defendeu o enorme plano americano de recapitalização (TARP).

Veja também

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto
economia

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto

MP de combustíveis pode confundir consumidor, diz diretor da Ipiranga
combustível

MP de combustíveis pode confundir consumidor, diz diretor da Ipiranga