Prévia da confiança da indústria tem alta de 1,7 ponto em março, diz FGV

A alta da confiança é resultado da melhora tanto das expectativas quanto das avaliações sobre o momento presente

Entre os setores produtivos, o da indústria foi um dos que apresentou crescimentoEntre os setores produtivos, o da indústria foi um dos que apresentou crescimento - Foto: Arquivo / Agência Brasil

O Índice de Confiança da Indústria teve uma alta de 1,7 ponto na prévia de março deste ano na comparação com o resultado consolidado de fevereiro. Caso o resultado preliminar se confirme na divulgação final da pesquisa, o indicador alcançará o patamar de 102,1 pontos, o maior desde junho de 2013 (104,9 pontos). A informação foi dada nesta quarta-feira (21) pela pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A alta da confiança é resultado da melhora tanto das expectativas quanto das avaliações sobre o momento presente. O Índice de Expectativas subiu 2,3 pontos em março e atingiu 103,7 pontos na prévia, o maior desde junho de 2013 (104,9). O Índice da Situação Atual (ISA) subiu 1,0 ponto e chegou a 100,4 pontos.

Leia também:
Confiança do empresário do comércio cresce 3,3% de janeiro para fevereiro
Confiança da indústria tem alta de 0,2 ponto em fevereiro em prévia da FGV


O resultado preliminar de março indica alta de 0,5 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria, para 76,1%, o maior desde maio de 2015 (76,6%). O resultado final da pesquisa será divulgado no próximo dia 27.

Veja também

Investimento estrangeiro direto caiu pela metade no Brasil, diz Unctad
Economia

Investimento estrangeiro direto caiu pela metade no Brasil, diz Unctad

Petrobras vai poder pagar dividendos mesmo em caso de prejuízo
Economia

Petrobras vai poder pagar dividendos mesmo em caso de prejuízo