A-A+

Prévia da inflação oficial fica em 0,72% em abril

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Há estudos no governo para renovar as cédulas de R$ 100 e R$ 50. .Há estudos no governo para renovar as cédulas de R$ 100 e R$ 50. . - Foto: Marcelo Casall Jr./Agência Brasil

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial, ficou em 0,72% em abril deste ano. A taxa é superior às registradas em março deste ano (0,54%) e em abril do ano passado (0,21%). É também a maior taxa para o mês desde 2015 (1,07%).

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 acumula taxas de inflação de 1,91% no ano e de 4,71% em 12 meses.

Leia também:
Brasil fecha 43 mil vagas formais em março, mostra Caged
Brasileiros acreditam que inflação será de 5,3% nos próximos 12 meses
Dólar fecha a R$ 3,99, maior valor desde período pré-eleitoral

Os principais responsáveis pela inflação da prévia de abril foram os transportes, que tiveram alta de preços de 1,31%, puxada pelos combustíveis (com alta de 3%), em especial, a gasolina (3,22%).

Os alimentos e bebidas também tiveram um impacto importante no IPCA-15, com uma inflação de 0,92% na prévia do mês. Outro grupo que influenciou a prévia da inflação foi saúde e cuidados pessoais (1,13%).

Apenas o grupo de despesas comunicação teve deflação, ou seja, queda de preços (-0,05%). As demais classes de despesas tiveram as seguintes taxas de inflação: educação (0,06%), despesas pessoais (0,12%), habitação (0,36%), artigos de residência (0,41%) e vestuário (0,57%).

Veja também

Arco-Vita inaugura nova loja em Ipojuca com 250 empregos
Inauguração

Arco-Vita inaugura nova loja em Ipojuca com 250 empregos

Inflação para os mais ricos deve subir com retomada de serviços
Economia

Inflação para os mais ricos deve subir com retomada de serviços