Procon autua Extra por cobrança diferenciada de produtos

Estabelecer preços diferentes para pagamento em cartão é proibido pelo Código do Consumidor

Joselito Kehrle do Amaral e Vanildo MaranhãoJoselito Kehrle do Amaral e Vanildo Maranhão - Foto: Arquivo FolhaPE

O Procon-PE autuou, na tarde desta terça-feira (11), o supermercado Extra, no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife. O estabelecimento praticava cobrança diferenciada dos produtos para pagamentos em cartão.

Produtos como tapioca, açúcar, café e ovo eram alguns dos que estavam no encarte da empresa, sendo oferecidos com preços diferenciados caso fossem comprados no cartão Extra. A prática infringe o Código de Defesa do Consumidor, que proíbe a cobrança de preço diferenciado para pagamento à vista em relação ao pagamento com cartão de crédito rotativo ou de débito.

No local, também foram encontrados produtos sem precificação, como bolachas, biscoitos e torradas. O Procon alerta que, se o consumidor presenciar a prática, deve denunciar ao órgão para que a fiscalização vá até o local.

Na última segunda-feira (10), o órgão já havia autuado o Hiper Bompreço de Casa Forte pela mesma prática ilícita. 

Veja também

Ipea revisa para cima projeção do PIB do agronegócio
Economia

Ipea revisa para cima projeção do PIB do agronegócio

Ministério de Infraestrutura entregará planos de estratégia logística para até 2050
Economia

Ministério de Infraestrutura entregará planos de estratégia logística para até 2050